Com UTI pública lotada, Araçatuba aguarda leitos prometidos pelo estado

Compartilhe esta notícia!

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

O estado de São Paulo deixou Araçatuba de fora do anúncio de novos leitos para tratamento de pacientes com covid-19 ocorrido no início da tarde de ontem, no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo (SP). No último dia 3 de março, porém, o estado havia anunciado que haveria a ativação de novos leitos em unidade hospitalar de Araçatuba até o final do mês de março. A Santa Casa está sendo preparada para receber esses leitos.

Em mais uma entrevista coletiva da equipe do governo, foram anunciados mais 338 leitos de UTI para diversas regiões do estado de São Paulo, sendo 171 leitos de enfermaria e 167 leitos de UTI, todos pelos SUS, e que serão instalados em unidades municipais, estaduais e conveniadas das regiões de Bauru, Marília, Vale do Paraíba, Litoral Norte, Araraquara, Campinas, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto e Grande São Paulo.

Com este número, e com as ampliações e os hospitais de campanha anunciados nesta semana, o estado pretende abrir 1.118 leitos em todo o estado. Entre estes leitos estão os que serão abertos no AME de Andradina, que faz parte da DRS 2, de Araçatuba, e que funcionará como hospital de campanha durante o período de agravamento da pandemia.

No dia de ontem, em que a rede pública de Araçatuba atingiu 100% de ocupação de pacientes com sintomas de covid-19, o município ainda aguardava informações do estado sobre a instalação destes leitos, prometidos para entrarem em funcionamento até o final do mês de março.

“Estamos aumentando da forma que conseguimos. Quando eu falo aumentar o número de leitos não é simplesmente um colchão, uma cama e um respirador. É além disso. A equipe que vai dar assistência a esse paciente. Estamos internados 130 pessoas a mais por dia nas UTIs. Nós não temos fôlego para abrir na mesma velocidade o número de leitos”, afirmou o secretário estadual da saúde, Jean Gorinchteyn, durante a coletiva.

A expectativa é que a Santa Casa ganhe mais 30 acomodações para pacientes, sendo 20 de enfermaria e 10 de UTI. A instalação de novos leitos, anunciada na última semana, começaria, segundo o estado, de forma gradual, no dia 8, última segunda-feira.

Na tarde de ontem, a reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL entrou em contato com a assessoria de imprensa do hospital, que informou que os gestores da unidade estavam reunidos com membros do DRS 2, o Departamento Regional de Saúde, e que um dos assuntos da pauta era a necessidade do aumento de leitos no local. Não houve pronunciamento por nenhuma das partes após a reunião.

A reportagem também questionou a secretaria de saúde do estado de São Paulo, que respondeu que foi realizada recentemente uma reunião com o secretário de desenvolvimento regional, Marco Vinholi, e representantes de Araçatuba.

Segundo informação obtida pela reportagem, a instalação dos 10 leitos de UTI já estão com as medidas para implantação em andamento. Já a instalação dos 20 leitos de enfermaria está em avaliação. Há a possibilidade de que eles sejam instalados em outros locais de saúde que possuam maiores condições de expansão.

Restrições em estudo

Na edição desta quarta-feira, o jornal O LIBERAL REGIONAL divulgou que o Procurador Geral de Justiça do estado, Mário Sarrubo, havia pedido ao governador João Dória (PSDB) a paralisação das atividades nos cultos religiosos e dos eventos esportivos, como forma de combater a disseminação do vírus.

Na entrevista coletiva, porém, o governador passou a palavra para Paulo Menezes, do Centro de Contingência da covid-19, que afirmou que ainda está avaliando este pedido e afirmou que, por enquanto, estas atividades seguem liberadas.

“A questão dos cultos religiosos, ela é complexa e nós estamos aqui discutindo. Se for necessário novas medidas, eventualmente uma delas está relacionada aos cultos religiosos”, afirmou o coordenador do Centro de Contingência da covid-19, Paulo Menezes.

Havia a expectativa do anúncio de mais restrições por parte do estado, porém isso não ocorreu. Os cultos religiosos foram considerados essencial pelo estado através de decreto publicado no início de março.


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Internados e letalidade caem, mas números da pandemia seguem altos em Araçatuba

Compartilhe esta notícia!DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA Foram 145 novos casos e 3 novas mortes por …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *