VAZIA - Represa São Lourenço está seca e não tem como abastecer a cidade

Com represas vazias, moradores de Mirandópolis têm água nas torneiras a cada dois dias

Compartilhe esta notícia!

 

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

Aumentou novamente o período de racionamento de água em Mirandópolis. Matéria publicada na edição da última terça-feira (23) pelo jornal O LIBERAL REGIONAL informou sobre o pequeno período de pressurização da água nas torneiras dos moradores. Desde a última quarta-feira (22), este período ficou ainda mais escasso: agora os habitantes da cidade estão com água por 6 horas diárias dia sim, dia não. Um novo decreto de calamidade hídrica deve ser divulgado pela prefeitura. O racionamento dura desde julho.

De acordo com comunicado do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Mirandópolis, nesta quinta-feira, por exemplo, moradores da cidade ficaram com suas torneiras completamente secas. Apenas às 17h de hoje é que deverá voltar a ter fornecimento de água, mas que durará somente até às 23h, segundo o departamento.

Em contato com a prefeitura de Mirandópolis, a informação obtida pela reportagem é que foi formado um gabinete de crise para discutir a questão da falta d´água em Mirandópolis e deverão ser enviados à Câmara Municipal três projetos para a perfuração de mais três poços artesianos, visando melhorar o abastecimento do município.

 

Atualmente, Mirandópolis conta com 15 poços na zona urbana entre os da prefeitura e particulares. Quatro foram ativados nesta semana para dar conta dessa demanda de seis horas de água a cada dois dias para os moradores. A previsão é que o quinto poço seja ativado hoje.

 

Dos três novos poços que a prefeitura pretende utilizar para suprir a captação de água, cada um deles deve ter a capacidade de vazão de 25 mil litros por hora cada um.

 

O município ainda pediu uma licença ambiental para a construção de uma terceira represa, com a intenção de dividir e criar mais opções para o fornecimento de água aos moradores. Não há prazo para que a licença seja expedida. 

 

 

 

Problema

 

O nível das represas chegou a zero nesta semana. Cerca de 70% da população de Mirandópolis é abastecida por duas represas: São Lourenço e Santa Helena, que são responsáveis por levar água para cerca de 19 mil pessoas no município.

 

As duas represas estão secas. De acordo com chefe de gabinete da prefeitura, Celes Júnior, é preciso aguardar os mananciais abastecerem as represas por dois dias para que possam ser captadas seis horas de água a cada dois dias.

 

De acordo com o SAAEM, Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Mirandópolis, os bairros mais altos do município, como o centro da cidade, são os que estão sofrendo mais com o desabastecimento e mesmo no horário de pressurização normal, alguns locais não chegam a receber a totalidade do abastecimento.

 

Caminhões-pipa

 

Está sendo disponibilizado caminhão-pipa para o abastecimento de moradores dos bairros. O agendamento pode ser feito através do telefone (18) 3701-5838.

 

 

 

De acordo com a prefeitura, funcionários da SAAEM também têm disponibilizado números particulares para atender a população. 

 

 

 

São dois caminhões-pipa que estão fazendo o trabalho de abastecimento. Eles enchem o compartimento na ETA, Estação de Tratamento de Água, e vão distribuir nas casas.

 

 

 

Força-Tarefa

 

 

 

Equipes da prefeitura estão fazendo uma força-tarefa noturna para combater o desperdício de água. Moradores que forem pegos lavando calçadas e veículos serão autuados e podem ser multados em até R$ 250 em caso de reincidência.

Denúncias sobre mau uso da água também podem ser feitas de forma anônima pelo whatsapp 3701-5838. 

 

INDICADOR – Régua indicadora do nível mostra que represa Santa Helena está no fundo do poço

Compartilhe esta notícia!

Veja também

Em apenas três dias, município reduz faltosos de segunda dose através de mensagens de aplicativo

Compartilhe esta notícia!DIEGO FERNANDES – GUARARAPES O município de Guararapes conseguiu em apenas três dias …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *