TRABALHO - Novo lote com 960 doses da vacina ampliará a vacinação para idosos acima de 90 anos

Com novas doses, Saúde já programa vacinação de idosos

Compartilhe esta notícia!

 

Mais 960 doses da vacina Coronavac chegaram a Penápolis nessa quarta-feira (3). Além do público-alvo anterior da Campanha de Vacinação contra a Covid-19, agora serão vacinados os idosos com mais de 90 anos. Segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde, foram aplicadas 1.361 doses de vacina contra o coronavírus. A partir do dia 15 de fevereiro, também serão vacinados os idosos de 85 a 89 anos.

A cidade já havia recebido outros dois lotes de vacina, o primeiro com 840 doses da Coronavac e o segundo com 650 doses de vacina Oxford/AstraZeneca. Na primeira etapa da Campanha, foram priorizados os profissionais de saúde que atuam na linha de frente no tratamento da Covid-19, além dos profissionais que atuam na vacinação.

Também fizeram parte do público prioritário os trabalhadores e as pessoas residentes em Instituições de Longa Permanência de Idosos e de Residências Inclusivas (Serviço de Acolhimento Institucional em Residência Inclusiva para jovens e adultos portadores de deficiência).

Segundo o secretário de Saúde, o médico Luiz Washington Bozzo Nascimento Filho, as pessoas que fazem parte destes grupos e que ainda não se vacinaram devem procurar uma unidade de saúde. “Vale ressaltar, que de acordo com a orientação técnica da Campanha de Vacinação, é necessário que o profissional comprove o vinculo de trabalho na área da saúde”, esclareceu.

O Documento Técnico da Campanha de Vacinação contra a Covid-19 ainda informa que todos os profissionais que trabalham em unidades de saúde devem ser vacinados, incluindo funcionários da recepção e da limpeza.

A vacina estará disponível nas salas de vacina das Macro I (Eldorado), Macro II (Postão) e Macro III (Santa Terezinha), exclusivamente para os profissionais de saúde, das 08h às 16h.

A Secretaria de Saúde esclarece que segue todas as determinações e orientações técnicas da Secretaria Estadual de Saúde e do Ministério da Saúde. “Os grupos que terão prioridade na vacinação foram definidos pelos órgãos técnicos, levando em conta aqueles que possuem maior risco de infecção pelo vírus, maior risco de desenvolver formas graves da doença e que podem evoluir a óbito”, afirmou.

“Temos que seguir estritamente essas orientações dos órgãos de saúde. Gostaríamos que houvesse vacinas suficientes para imunizar toda a população penapolense. Como não há, temos que seguir as determinações e priorizar as pessoas que possuem maior risco de contaminação e de óbito”, concluiu o secretário de Saúde, Luiz Washington.

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Morre o empresário Carlos Alberto Bitelli, o Carlão, da Band

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO O empresário Carlos Alberto Bitelli, o Carlão da Padaria Bandeirantes, morreu …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *