14.1 C
Araçatuba
quarta-feira, agosto 10, 2022

Com avanço da dengue, pronto-socorro instala sala de hidratação

DA REDAÇÃO – BIRIGUI

A Organização Social de Saúde da Santa Casa de Misericórdia de Birigui, gestora do pronto-socorro municipal, inaugurou um novo espaço de atendimento para pessoas com suspeita de dengue. O dengário terá o atendimento 24 horas por dia, acompanhado pela equipe médica e de enfermagem. O local foi inaugurado na última na sexta-feira (01). O objetivo é dinamizar o atendimento específico a pessoa com suspeita de dengue, assim não prejudicando a qualidade no atendimento à população em relação às outras patologias. Os pacientes com suspeita de dengue chegam na unidade, passam por uma triagem e são encaminhados para o atendimento específico, seja médico, exames ou medicamentos e hidratação. O município está com quase 200 casos confirmados da doença e investiga três mortes suspeitas.
Esse trabalho foi realizado entre a Prefeitura juntamente com a Secretaria Municipal de Saúde e direção da Organização Social de Saúde. Em 2017 e 2018 houve uma redução em 98% os casos de dengue. “Porém devemos estar preparados para as adversidades onde continuamos com o mesmo trabalho realizado em 2017/2018, dando tranquilidade para a população com toda assistência”, reforçou o prefeito Cristiano Salmeirão. A UBS (Unidade Básica de Saúde) do bairro Cidade Jardim, administrado pela Organização Social de Saúde, receberá a implantação do projeto a partir desta quarta-feira (6) e terá o atendimento das 19h à meia-noite.

PREOCUPAÇÃO
A Secretaria de Saúde de Birigui está investigando três óbitos por suspeita de dengue. Este ano, de 1º de janeiro até o momento, Birigui registrou 672 notificações. O município conta com 453 casos prováveis, sendo 194 casos positivos e 259 casos em investigação. Com relação aos óbitos por suspeita de dengue, a Secretaria Municipal de Saúde informou que o primeiro paciente é do sexo masculino, 78 anos, aposentado, morador do bairro Ivone Alves Palma. O segundo caso se trata de uma paciente do sexo feminino, de 24 anos, auxiliar administrativo, moradora do bairro Quemil. O terceiro caso é uma paciente do sexo feminino, de 60 anos, moradora do bairro Ivone Alves Palma.

 

Ultimas Noticias