PUNIÇÃO - Casal agiu de forma que impediu a defesa da vítima

Casal é condenado pelo assassinato da dona de casa

ANTÔNIO CRISPIM – ARAÇATUBA

O casal Gislaine Floriano Molina e Wellington Fernando Soares Lucas foi julgado nesta quarta-feira (19) pelo tribunal do júri pela morte da dona de casa Adriana dos Santos. O crime ocorreu na madrugada do dia 9 de abril de 2018, na Rua Igor Dourado e Castro, 846, Bairro Porto Real II, em Araçatuba. Os dois foram condenados por homicídio duplamente qualificado – meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima. Gislaine Molina foi condenada a 18 anos e Wellington Fernando Soares Lucas foi condenado a 16 anos. A ré foi condenada a pena maior por ser autora das facadas que mataram Adriana. O julgamento terminou pouco depois das 17 horas
O advogado de defesa Vagner Andreline defendeu as teses de absolvisão e afastamento das qualificadoras, mas foram mantidas. O juiz presidente do juri foi Henrique Castilho Jacinto. O promotor Adelmo Pinho disse que não vai recorrer. Os dois réus eram primários.

CRIME
De acordo com a denúncia, Gislaine e Wellington foram até o local para ele ver a filha que tinha com a ex-mulher, vizinha de Adriana. No entanto, Gislaine e a ex-mulher do marido começaram a brigar e foram advertidas por Adriana devido ao barulho. Gislaine não gostou e elas entraram em luta corporal. Testemunhas disseram que Wellington armou-se de um pedaço de pau e impediu que alguém se aproximasse para separar as mulheres que brigavam.
Depois, o casal saiu do local em uma motocicleta, mas Gislaine ameaçou Adriana. Pouco tempo depois o casal voltou e Adriana estava com uma faca e um facão e Wellington com um machado. Adriana ainda tentou entrar para a casa e fechar a porta, mas eles impediram. Ela foi ferida com duas facadas na cabeça. Caiu de costas e ainda foi ferida com mais três facadas. Enquanto isso, Wellington armado com o machado, impedia que alguém se aproximasse. Por isso ele também foi julgado.

Veja também

Homem suspeito de cometer dupla tentativa de homicídio vai a julgamento

A Justiça de Araçatuba julga nessa quarta-feira (1) Sidnei Alves, acusado de cometer dupla tentativa …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *