14.4 C
Araçatuba
quarta-feira, maio 18, 2022

Carnaval fora de época movimenta os sambódromos de São Paulo e do Rio de Janeiro

DA REDAÇÃO – SÃO PAULO

Na sexta-feira as primeiras escolas do Grupo Especial de São Paulo foram para o sambódromo em desfile foram de época, já que no carnaval ainda havia restrições devido à pandemia da covid-19. Muitos problemas marcaram os desfiles, mas nada que impedisse a animação e o empenho das escolas.

SÃO PAULO
Tucuruvi, Vila Maria e Colorado do Brás foram os destaques do primeiro dia do Grupo Especial do carnaval de São Paulo, que terminou na madrugada deste sábado (23).
O retorno das escolas ao Anhembi, após mais de um ano de pausa devido à pandemia da Covid-19, foi marcado por desfiles com imagens de resistência, esperança e homenagens ao carnaval.
A Acadêmicos do Tucuruvi abriu a noite com uma ode ao carnaval e celebrou o samba como resistência em um enredo que lembrou das 14 escolas do Grupo Especial.
Colorado e Tom Maior encontraram nos livros a inspiração para os desfiles deste ano: do clássico “O Pequeno Príncipe” a obra de Carolina Maria de Jesus.
A Mancha Verde refletiu sobre a importância da água em um desfile “abençoado” e a Unidos de Vila Maria repensou a vida pós-pandemia em um desfile que pregou a união e solidariedade.
Já sob a luz do dia, a Acadêmicos do Tatuapé cantou a história do café no Brasil e a Dragões da Real encerrou a madrugada com uma homenagem ao mais paulistano dos sambistas: Adoniran Barbosa.
Nesse sábado, a programação tinha, Vai-Vai, Gaviões da Fiel, Mocidade Alegre, Águia de Ouro, Barroca Zona Sul, Rosas de Ouro e Império de Casa Verde.

RIO DE JANEIRO
Viradouro, Mangueira e Beija-Flor foram os destaques do primeiro dia do Grupo Especial do carnaval do Rio, que terminou na madrugada desse sábado (23).
O retorno das escolas à Sapucaí, foi marcado por desfiles com clima retrô e homenagens ao carnaval.
Imperatriz e Mangueira cantaram sobre a própria história. Também nostálgica, a Viradouro reviveu o carnaval de 1919, o primeiro após a pandemia da gripe espanhola.
Salgueiro e Beija-flor se dedicaram a temas parecidos, com enredos sobre negritude, mostrando o carnaval como uma festa de resistência. A escola com temática mais diferente foi a São Clemente, celebrando Paulo Gustavo, humorista morto por Covid em maio de 2021.
Para o desfile desse sábado a programação tinha Paraíso do Tuiuti, Portela, Mocidade Independente, Unidos da Tijuca, Grande Rio e Vila Isabel.

APURAÇÃO
A apuração dos desfiles de São Paulo e Rio de Janeiro está programado para o dia 26 (terça-feira) a partir das 16 horas. Em São Paulo serpa no Sambódromo do Anhembi e no Rio de Janeiro, na Praça da Apoteose. O desfile das campeãs do Rio de Janeiro está marcado para o dia 30 de abril. Já em São Paulo, o encerramento do ciclo carnavalesco será no dia 29 de abril, com o Desfile das Campeãs.

 

Ultimas Noticias