14.2 C
Araçatuba
sexta-feira, agosto 12, 2022

Baguaçu seca e pode haver racionamento de água

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

O Ribeirão Baguaçu está secando. Esse é o alerta da GS Inima Samar, concessionária responsável pela água e esgoto de Araçatuba, que prevê racionamento de água nas próximas semanas caso não chova. Atualmente, o nível do rio baixou 1,10m e parte da cidade está sendo abastecida com o volume morto do rio na pior estiagem registrada nos últimos 90 anos.
Quem passa pela Avenida Baguaçu, em frente à GS Inima Samar, pode notar que o rio já não está vertendo há quase duas semanas. O cenário é extremamente preocupante, segundo o diretor técnico da concessionária, Eduardo Caldeira. “A GS Inima Samar vem trabalhando 24h por dia, fazendo tudo o que está ao seu alcance para manter o abastecimento na cidade sem faltar água. Estamos controlando pressões, reduzindo perdas, automatizando o sistema, entre outras ações importantes para evitar um problema maior”, explica.
Contudo, ainda que haja previsão de chuva para essa semana, até o momento, o volume não é suficiente para aumentar o nível do Ribeirão Baguaçu e manter a captação de água. “Sabemos que não podemos contar apenas com a chuva que até agora não veio como esperado, por isso, também pedimos a colaboração da população para usar a água com consciência e evitar desperdícios. Toda contribuição será importante a partir de agora”, completa Eduardo Caldeira.
O executivo lembra o estudo hídrico sobre o Ribeirão Baguaçu encomendado pela GS Inima Samar para avaliar a situação do manancial. De acordo com o diretor técnico, foram identificados e localizados pontos, ao longo do percurso do rio, em que alguns consumidores outorgados podem estar captando mais água até do que a própria cidade de Araçatuba. Em conjunto com a prefeitura e agência reguladora, a Concessionária assinou, nesta terça-feira (14), um pedido específico ao DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica) para a fiscalização desses pontos.

Pouca chuva
Em dezembro, choveu cerca de 44 mm em Araçatuba, contra uma média de 189,9mm em anos anteriores. A última chuva com volume alto na cidade foi em 24 de outubro, quando houve o registro de 39,9 mm. Os dados são da Somar Meteorologia.

 

Ultimas Noticias