Home Cidades Araçatuba Araçatubense disputa Sul-Americano no Equador e vai aos Estados Unidos jogar torneio da NBA

Araçatubense disputa Sul-Americano no Equador e vai aos Estados Unidos jogar torneio da NBA

6 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

ANTÔNIO REIS E MARIANA GABRIELE – Araçatuba

A araçatubense Marcella Prande, 14 anos, está com a Seleção Brasileira feminina de basquete, categoria sub-14, em Guayaquil (Equador) para disputar o Campeonato Sul-Americano que começa amanhã e termina no próximo sábado. No domingo, ela desembarca em Guarulhos (SP) e em 2 de agosto pega um voo para Orlando (Estados Unidos), onde disputará, de 6 a 13, o Campeonato Júnior da NBA, a mais famosa liga de basquete do mundo. Marcella é armadora.
Na primeira fase do Sul-Americano Sub-14 Feminino, o Brasil aparece no Grupo B, ao lado do anfitrião Equador, do Uruguai e do Paraguai. A estreia de Marcella Prande e da Seleção Brasileira será nesta segunda-feira contra o Uruguai. Terça-feira, a equipe brasileira enfrentará o Paraguai e na quarta, o Equador. No Grupo A tem Chile, Argentina e Colômbia.
Atualmente Marcella Prande é jogadora do Basketball Santo André/Apaba (Associação de Pais e Amigos do Basquete), no ABC Paulista, pelo qual disputou o Torneio Início e atualmente joga o Campeonato Paulista. Ela começou a praticar o esporte com seis anos no Basquete Clube e Projeto Midas, ambos de Araçatuba, e atuou também no Birigui Pérola Clube.
Em fevereiro deste ano foi para a equipe de Santo André e surpreendeu até a mãe, Márcia Prande, armadora e ala do Pró-Álcool (1987 a 1989) e Faculdades Toledo (2000), times de Araçatuba que marcaram época. Márcia achou que a filha ia demorar ao menos um ano para disputar um Paulista. No entanto, assim que chegou ao Apaba tornou-se titular e passou a liderar as colegas em quadra. “Ela teve uma ascensão muito rápida”, admite Márcia Prande.
Segundo a veterana, a filha domina todos os fundamentos do basquete. “Digo para ela que o mais importante não é ser a cestinha da equipe ou do campeonato, mas cumprir a função dela em quadra”, disse a mãe à reportagem. Como armadora, a função de Marcella é iniciar os ataques de sua equipe e dar o primeiro combate quando o adversário avança. Nem sempre o armador é o mais alto do time. Marcella, no entanto, se destaca pela altura em seus 14 anos: 1,77m. “Ela leva vantagem por ser alta”, afirma a mãe.
Marcella é a segunda maior pontuadora do Campeonato Paulista feminino sub-14. Em cinco jogos, ela anotou 101 pontos, média de 20,20 por partida. A cestinha da competição tem 102 pontos, média de 20,40 por jogo. A terceira colocada está muito abaixo com 68 pontos, média de 13,6. O Basketball Santo André/Apaba é quarto colocado na classificação do Estadual. A estatística é da Federação Paulista de Basquete, organizadora da competição.
A atuação da araçatubense chamou a atenção da Seleção Brasileira, que a convocou para treinar em Cornélio Procópio (PR) e ela acabou entre as 12 que disputarão o Sul-Americano Sub-14 no Equador. “O sonho de qualquer atleta é chegar à Seleção Brasileira. Ela está muito feliz”. Sobre a competição nos Estados Unidos, Márcia ressalta: “Ela é tranquila. Vai curtir uma coisa de cada vez”.
Foi também a atuação de Marcella no Paulista que chamou a atenção do olheiro da NBA no Brasil. Desta forma, a araçatubense foi escolhida para o time que representará a América Latina no Campeonato Júnior, em Orlando. O elenco será formado por mais quatro brasileiras, três argentinas, uma porto-riquenha e uma uruguaia. As adversárias serão seleções de outros continentes.


Compartilhe esta notícia!