Araçatuba tem dois casos suspeitos para coronavírus

Compartilhe esta notícia!

VITOR MORETTI – ARAÇATUBA

Araçatuba registrou os dois primeiros casos suspeitos para coronavírus. A informação foi confirmada na tarde dessa sexta-feira (13) pelo Hospital Unimed e pela Prefeitura. Os pacientes são monitorados pela Vigilância Epidemiológica. Além disso, a Secretaria de Saúde do município investiga a fuga de um paciente com os sintomas do Covid-19 do Pronto-Socorro na tarde de quinta-feira (12). Com exclusividade, a reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL conseguiu falar com a mãe dele, que deu mais detalhes a respeito do estado de saúde do filho e o que levou a ir embora da unidade de saúde.
Uma criança de três anos deu entrada no Pronto Atendimento do Hospital Unimed com os sintomas da doença depois de retornar de uma viagem a Nova Iorque, nos Estados Unidos. Os sintomas começaram na quarta-feira (11).
Já a outra paciente em investigação é uma mulher de 38 anos. Ela procurou atendimento na UBS (Unidade Básica de Saúde) do bairro Iporã e relatou ter tido contato com uma pessoa que recentemente chegou da Itália. Os sintomas surgiram no dia primeiro de março.
Foram coletadas amostras de mucosa nasal e bucal dos pacientes. Ambos estão em isolamento domiciliar e social. O material recolhido foi enviado para o Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo.
“Primeiro, será feito exame de painel respiratório, que tentará identificar a presença de vírus que já circularam pela cidade, como o H3N2, o H1N1 e o Influenza B. Se por acaso os resultados forem negativos, aí será feito o teste para coronavírus”, concluiu a nota da Prefeitura.

 
Rapaz que fugiu do PS mora na Itália e está a passeio em Araçatuba
Na tarde de quinta, outro rapaz de 25 anos fugiu do Pronto-Socorro Municipal de Araçatuba após apresentar sintomas da doença. Ele chegou à unidade e relatou ter chegado há 12 dias da Itália e estaria com febre e tosse. Um boletim de ocorrência foi registrado na Central de Polícia Judiciária da cidade.
Conforme relatos de uma enfermeira, o paciente deu entrada no hospital por volta de 12h05. Foi feita a ficha de atendimento e na sala de atendimento ele relatou ter chegado do país europeu há 12 dias apresentando tosse e febre durante a noite.
O jovem foi levado para a sala de isolamento, onde o médico responsável determinou a realização para o diagnóstico, mas o rapaz fugiu e não foi mais encontrado.
Os fatos foram comunicados à Polícia Civil e um inquérito seria aberto para dar prosseguimento às investigações. A reportagem apurou que o caso investigado na Unimed não tem relação com o fugitivo do Pronto-Socorro.
O RELATO DA MÃE
Ontem à tarde, a reportagem conseguiu falar, por telefone, com a mãe do rapaz. Ela disse que ele mora na Itália há três anos e está a passeio no Brasil. O jovem desembarcou em São Paulo no último dia 29 de fevereiro, teria ficado uma semana na capital paulista e depois chegou a Araçatuba.
A mulher também contou que o filho teria ido embora do hospital, pois o atendimento estava demorando muito e ele tinha outros compromissos. As equipes da Secretaria da Saúde foram até a casa onde ele mora, mas não o encontraram. Mais tarde, o homem entrou em contato com o órgão e se colocou à disposição para passar por novo atendimento médico e exames para comprovar se foi infectado ou não.
“Agora, ele está bem melhor. Parece um resfriado, só o nariz escorrendo e sem febre”, finalizou a mãe do rapaz.
POSICIONAMENTO
Por meio de uma nota enviada pela Prefeitura de Araçatuba, a OSS (Organização Social de Saúde) de Birigui, que administra o Pronto-Socorro de Araçatuba, informou que antes de chegar à unidade, o paciente telefonou que estava com os sintomas e iria dar entrada no hospital.
“De imediato foi acolhido na recepção, recebeu máscara e foi encaminhado para a sala de isolamento para uma medida preventiva e a verificação de sinais vitais que estavam dentro da normalidade, e avaliado pelo médico. Foi fornecido EPI (Equipamento de Proteção Individual), para os profissionais da unidade. Foi solicitado exame de raio-x de tórax, mas antes do procedimento o paciente evadiu-se da unidade”.
Além disso, a nota informou que era de ciência da Vigilância Epidemiológica do município e, também, do Departamento de Urgência e Emergência, que o jovem estava em atendimento.
BUSCAS
Por telefone, a chefe de departamento da Secretaria da Saúde, Aparecida Nava, informou que além registro na polícia, as equipes fizeram buscas ativas durante toda a sexta-feira pelo homem, mas ele não teria sido localizado.
MONITORAMENTO
A reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL também entrou em contato com a assessoria de imprensa da Santa Casa, que informou que até o presente momento não foi registrada a entrada de nenhum paciente com os sintomas de coronavírus.

CASO CONFIRMADO
O primeiro caso positivo do novo coronavírus na região Noroeste de São Paulo foi em São José do Rio Preto. A informação foi divulgada pela Secretaria Municipal de Saúde durante coletiva de imprensa nessa sexta-feira à tarde. Conforme a Secretaria de Saúde, a paciente é uma mulher, de 28 anos, que viajou para Europa e retornou ao Brasil em 10 de março. Ela está em isolamento domiciliar e o estado de saúde dela é considerada estável.

Diocese determina mudanças nos rituais das missas

ANTÔNIO CRISPIM – ARAÇATUBA
Nessa sexta-feira, o bispo diocesano de Araçatuba, Dom Sergio Krzywy, por meio de nota, determinou algumas mudanças nos rituais das celebrações. No entanto a assessoria da Diocese reforçou que por enquanto todas as atividades foram, mantidas, como celebração de missas, catequese e encontros religiosos.
Na nota oficial encaminhada à imprensa, aos sacerdotes, diáconos, religiosos, seminaristas, agentes de pastoral e à comunidade católica, o bispo passou “orientações pastorais como medidas preventivas para evitar possíveis contágios do coronavírus durante missas e celebrações”.
De acordo com as orientações, que seja omitido o Abraço da Paz, que seja omitido o costume de rezar o Pai-Nosso de mãos dadas; a Sagrada Comunhão seja distribuída aos féis somente sob a espécie de pão(hóstia)e nas mãos e que todos os agentes de Pastoral observem rigorosamente a higienização das mãos antes e depois das funções religiosas.
Promotor vai acompanhar ações dos órgãos públicos
O promotor de Justiça Cláudio Rogério Ferreira, de Araçatuba, por meio de portaria, instaurou Procedimento Administrativo de Acompanhamento para acompanhar e fiscalizar as ações e as medidas administrativas deflagradas pela Estado de São Paulo e pelo Município de Araçatuba para prevenção, controle e contenção de riscos de danos e agravos à saúde dos munícipes em decorrência do novo Coronavírus (2019- nCoV).
Na portaria, o promotor já citou a Diretoria Regional de Ensino, o Departamento Regional de Saúde e a Secretaria Municipal de Saúde, parta que informem, no prazo de cinco dias, as medidas adotadas até o momento. O promotor quer que no prazo de cinco dias sejam desenvolvidas ações de educação em saúde pública voltadas para a população, em especial aos viajantes e às crianças/adolescentes matriculadas em
estabelecimentos de ensino municipais, referentes à promoção, prevenção e controle da doença, encaminhando relatório detalhado à promotoria.

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Maffeis acompanha primeira semana de volta às aulas na rede municipal

Compartilhe esta notícia!Após um ano das aulas presenciais serem suspensas devido à pandemia da covid-19, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *