LIBERADO - Restaurantes podem funcionar das 11h às 19h

Araçatuba e região terão retorno de restaurantes, salões de beleza e academias neste sábado

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

A partir de hoje, os restaurantes, lanchonetes, salões de beleza, barbearias e academias, voltam a poder funcionar após mais de 50 dias com suas atividades fechadas ao público em Araçatuba e em todo o estado de São Paulo.

A abertura já estava prevista desde a última semana, após o vice-governador Rodrigo Garcia (DEM) ter anunciado o início da fase de transição do Plano São Paulo, que começou a permitir a volta das atividades comerciais após o período mais crítico da pandemia até aqui.

A permissão, porém, ocorrerá com restrições. Todas estas atividades só poderão receber até 25% da capacidade de público em seus locais de trabalho, assim como já vem acontecendo com o comércio de rua e os shoppings. Além disso, todas as elas seguirão tendo que respeitar protocolos de distanciamento, uso de máscaras e álcool em gel por parte de colaboradores e consumidores.

O horário de permissão de funcionamento para atendimento presencial é das 11h às 19h, com exceção das academias, que tem permissão de fazer horário “quebrado” de manhã e à noite, desde que respeitem as 8 horas de funcionamento.

Otimismo moderado

Em Araçatuba, empresários tentam manter o otimismo com este retorno, mesmo sem a garantia de continuidade. No caso dos bares e restaurantes, muitos não terão o seu estabelecimento contemplado por completo.

Para Sildemar Paulucci, proprietário do Joaquin´s Food Park, o forte dos estabelecimentos do local é o comércio noturno, que só é permitido até 19h dentro do novo horário. A solução, segundo ele, será tentar encontrar atrativos para os clientes irem mais cedo aos estabelecimentos.

“A gente vai tentar iniciar às 16h nos finais de semana, fazer mais investimentos para poder tentar trazer o público neste horário que o governo nos permite”, afirmou o empresário.

O empresário acredita que o governo deveria ter contemplado todos os estabelecimentos e não apenas aqueles que trabalham com almoço e lanches diurnos.

“Infelizmente, o horário vai fora do encontro das necessidades do setor totalmente. Quem está lá fazendo estes decretos não consegue ver a necessidade de cada setor”, reclamou Paulucci.

No caso das academias, alguns estabelecimentos vão voltar aos poucos e até mesmo com menos atividades, para dar conta financeiramente da demanda. É o caso da academia AM2, do empresário Marcos Moda, que tinha 12 atividades diferentes e retornará com apenas 3 delas neste sábado: piscina, musculação e pilates.

“Eu já vinha descapitalizado porque eu estava fazendo uma reforma. Fui muito afetado, procurei ajuda com os irmãos para poder sobreviver. Nunca imaginei passar por uma situação dessa. A gente está mantendo todos os funcionários, mas com redução de jornada”, afirmou Moda.

Sobre a volta, Moda acredita que os alunos ainda estão receosos. Além disso, ele acredita que não poder abrir após às 19h faz com que os estabelecimentos percam os usuários que costumam ir no período noturno, após o trabalho.

“A gente já perdeu o horário da noite, esse aluno você já não vai ter. É o que vai depois do serviço e o que vem antes que movimenta a academia”, completou.

A permissão para atendimento das atividades comerciais dentro da fase de transição vai até o próximo dia 2 de maio, sendo que o governo do estado promete nova atualização para o dia 1º, inclusive com a promessa da volta da classificação regionalizada.

 

 

TREINOS – Academias atenderão por 8 horas diárias e não podem ultrapassar o horário de 19h

Veja também

Mesmo com chuvas acima da média, rios ainda estão com nível baixo

DA REDAÇÃO – Araçatuba O fenômeno La Niña está causando mudanças climáticas, como queda de …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *