INTERNET - 5G aumentará velocidade da internet e dará chance de mais conexões

Araçatuba deve receber tecnologia 5G só em 2026; cobertura em toda a região só em 2029

Diego Fernandes – Araçatuba e Região

O município de Araçatuba deverá receber a tecnologia de internet 5G apenas em julho de 2026, caso mantenha a tendência de crescimento populacional observada nos últimos censos do IBGE. A cobertura em todos os municípios da região só deverá ser total a partir de dezembro de 2029. O prazo está definido em cronograma da ANATEL, a Agência Nacional de Telecomunicações.
O leilão realizado pela ANATEL ocorreu na quinta (4) e na sexta-feira (5) e foram oferecidos quatro faixas de frequência: 700 MHz, 2,3 GHz, 3,5 GHz e 26 GHz.
A Anatel definiu que o 5G deve funcionar nas 26 capitais do Brasil e no Distrito Federal em julho de 2022, mas isso não significa que essas cidades oferecerão a frequência em todos os bairros.
Para as cidades brasileiras acima de 200 mil habitantes, que provavelmente será o caso de Araçatuba em 2026, levando em conta a projeção de crescimento de cerca de Mil habitantes por ano no município. Atualmente, a população está em 199.123 habitantes, segundo o censo 2021 do IBGE.
Já para as cidades do Brasil com mais de 30 mil habitantes, o prazo de implantação é julho de 2029. Este é o prazo, por exemplo, para os municípios de Lins e Andradina.
O cronograma previsto pela Anatel traz as seguintes datas: 31 de julho de 2022 é o prazo para capitais e Distrito Federal (DF) tendo uma estação rádio base (ERB, ou antena) a cada 100 mil habitantes; 31 de julho de 2023 para capitais e DF tendo uma ERB a cada 50 mil habitantes; 31 de julho de 2024 para capitais e DF tendo uma ERB a cada 30 mil habitantes.
Apenas em julho de 2025 o 5G deverá atender os municípios de interior. Está prevista para 31 de julho de 2025: capitais e DF e cidades com mais de 500 mil habitantes tendo uma ERB a cada 10 mil habitantes.
Araçatuba já entraria no cronograma seguinte caso já tenha chegado oficialmente aos 200 mil habitantes até lá. Em 31 de julho de 2026 as cidades com mais de 200 mil habitantes tendo uma ERB a cada 15 mil habitantes receberão a tecnologia.
Em 31 de julho de 2027: cidades com mais de 100 mil habitantes tendo uma ERB a cada 15 mil habitantes; neste caso seria beneficiada a cidade de Birigui, na região de Araçatuba, que atualmente ultrapassa os 126 mil habitantes; e de Três Lagoas (MS), que já ultrapassa os 124 mil moradores.
Já para 31 de julho de 2028, pelo menos 50% das cidades com mais de 30 mil habitantes tendo uma ERB a cada 15 mil habitantes deverão ter a tecnologia; sendo que o prazo final para que o serviço funcione em todo o Brasil é 31 de julho de 2029, com 100% das cidades com mais de 30 mil habitantes tendo uma ERB a cada 15 mil habitantes.

Arrecadação
O leilão do 5G, para selecionar operadoras de serviços de conectividade utilizando a quinta geração de telefonia móvel, arrecadou R$ 47,2 bilhões. O valor ficou abaixo dos R$ 50 bilhões previsto inicialmente pelo governo, pois nem todos os lotes foram arrematados. A informação foi divulgada pela ANATEL após o encerramento da análise das propostas.
O processo licitatório começou na quinta-feira (4), quando as operadoras já em atuação no país, como a Claro, Vivo e Tim, arremataram o lote principal do leilão, com abrangência nacional, pelo valor de R$ 1,1 bilhão. Além delas, no âmbito regional, empresas atuantes como Sercomtel e Algar Telecom também levaram lotes e seis novas operadoras entrarão em operação no mercado, como Winity II, Brisanet, Consórcio 5G Sul, Neko, Fly Link e Cloud2u.

Veja também

Depois de 9 anos, usuário resolve problema de “sorriso” involuntário

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA Já imaginou não conseguir parar de sorrir em momentos tristes, como …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *