JUNTOS - Os advogados Luiz Gustavo e Heloísa se conheceram no primeiro ano da faculdade, em 1995 e trabalham juntos.

Após vencer a covid, professor universitário faz aniversário no Dia das Mães

Compartilhe esta notícia!

ANTONIO CRISPIM

Hoje é um dia especial para muitas famílias. Dia das Mães. Pode não ter festa e grandes aglomerações, mas muitas famílias celebram a data em meio a muitas comemorações. Outras lembram da data com saudade pelos entes perdidos, entre os quais, muitas mães que não resistiram à gravidade da doença. No lar da família Pancotti, o dia é de muita comemoração. O professor universitário e pós-doutorado em direito, Luiz Gustavo Boiam Pancotti teve um quadro gravíssimo da doença e permaneceu semanas em coma. Mas ele resistiu e venceu a covid.

Hoje, ainda se refazendo dos efeitos devastadores da doença, ele comemora 45 anos. Presente maior para a mulher, a advogada e doutoranda Heloísa Helena Silva Pancotti e para o filho do casal João Pedro Pancotti. Doutor Luiz Gustavo nasceu no Dia das Mães de 1976, exatamente como hoje. Por isso fala que está renascendo.

Segundo Pancotti, ele começou a ter febre. Tomava remédio e a febre passava. Como não tinha quadro sugestivo para covid, pensou estar com dengue. Porém, devido à pandemia e a persistência da febre, ficou com medo e no dia 2 de março procurou o hospital Unimed. Relatou o quadro o já foi colocado separado.

Os primeiros exames revelaram que a sua saturação estava baixa. Ele imediatamente internado. Porém, mesmo com medicação, a saturação continuava baixa. Diante disso, no dia 3 de março os medidos decidiram que o ideal seria intubá-lo. O procedimento lhe foi comunicado pela médica Mônica Shinzato, que explicou os motivos e passou detalhes do que seria feito. Pancotti fez questão de destacar o trabalho no Hospital Unimed.

O doutor Pancotti disse que ficou com muito medo e a partir do procedimento, não se recorda de mais nada. Só ficou sabendo da gravidade do caso quando se recuperou. Neste período, a esposa, Heloísa mantinha os amigos informados diariamente da evolução do quadro. Em um grupo de WhatsApp do Rotary Clube Araçatuba Centenário, ela passava informações contínuas. Foi assim que se formou uma corrente pelo restabelecimento de Pancotti. E foi assim que ela buscou forças para superar o difícil momento. Foram dias de muita angústia, mas ela sempre revelou esperança. Acreditava na recuperação, embora o quadro clínico não fosse tão favorável.

Devido à gravidade, Pancotti ficou intubado do dia 3 ao dia 28 de março, quando foi extubado. No entanto, como teve sérias complicações nos rins, continuou na UTI para procedimento de hemodiálise. Ficou mais alguns dias na UTI e no dia 7 de abril, ele teve alta hospitalar, retornando para a família.

Um mês após a alta, o doutor Pancotti disse que continua fazendo uso de medicamentos e submetido a sessões de fisioterapia. ”Devido ao longo período deitado, minha força muscular ficou comprometida. Tive de voltar aprender a andar, aprender a tomar banho. Todas as atividades que uma pessoa executa normalmente, tive de voltar a aprender”, disse ele.

DIA DAS MÃES

A Páscoa, que representa vida, foi um momento de muita apreensão para a Heloísa e o filho João Pedro, já que Luiz Gustavo ainda estava internado. Por isso, hoje será uma comemoração diferente. “A comemoração será especial. Nasci no Dia das Mães. E este ano estou nascendo de novo. Estou nascendo novamente depois de ficar todo este período intubado, numa situação de risco. Vou fazer aniversário nascendo de novo no Dia das Mães e acompanhado da minha família, minha mulher e meu filho”, disse ele.

RECOMENDAÇÃO

O doutor Pancotti fez recomendação. “Essa doença não é uma gripezinha. Ela mata. Usem álcool gel. Usem máscara. E quem estiver na faixa etária selecionada pelo governo, por favor vacine-se. Essa doença é amaldiçoada. Ela deixa sequelas irreversíveis. Somente quem teve essa experiência sabe o sofrimento que é. Não seja gado. Cuide-se. Esse é o recado que eu deixo”, finalizou o doutor Luiz Gustavo Pancotti.

 

FAMÍLIA

Natural de Valparaíso, Luiz Gustavo Pancotti foi para São Paulo ainda muito criança, retornando a Araçatuba em 1988. Ele e Heloísa se conheceram no primeiro ano na faculdade de Direito. Eles começaram a namorar no dia 11 de agosto de 1995. O casamento foi em 10 de junho de 2004, pois ele foi continuar os estudos e optaram primeiro por formar patrimônio. O único filho do casal, João Pedro, nasceu no dia 3 de setembro de 2007.

 

A3 Pancotti

ESTUDIOSO – Luiz Gustavo Pancotti é autor de vários livros
RECUPERAÇÃO – Advogado Luiz Gustavo Pancotti ainda está em recuperação
Família reunida para celebrar o Dia das Mães e o aniversário de Luiz Gustavo

 

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Adultos a partir de 50 anos começam a ser vacinados hoje

Compartilhe esta notícia!DIEGO FERNANDES  – ARAÇATUBA Araçatuba vai iniciar nesta quarta-feira (16) junto com o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *