APOIO - Mulher e os dois filhos estavam há vários dias no Centro Pop, que é inadequado para este atendimento DIVULGAÇÃO

Após vários dias, Prefeitura encaminha mãe e crianças para abrigo

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

Na manhã de ontem, vizinhos telefonaram à redação para denunciar a presença de uma mulher de 26 anos e duas crianças – um menino de 2 anos e uma menina de 6 anos – no Centro Pop. Além disso, os denunciantes disseram que a mulher e os filhos estavam dormindo no albergue, o que consideravam local inadequado, expondo as crianças desnecessariamente. A reportagem manteve contato com integrante da Secretaria de Comunicação Social da Prefeitura e com o Ministério Público da Infância e Juventude. Ainda de manhã o Conselho Tutelar esteve no local. No final da tarde, a família foi encaminhada a um local adequado.

A reportagem esteve de manhã no local. Com a aproximação da equipe, um homem que estava em meio ao grupo de pessoas atendidas pelo Centro Pop veio ao encontro da reportagem para pedir que intercedesse em favor da mulher e das crianças, que estavam vivendo em meio aos demais assistidos. O próprio morador em situação de rua estava preocupado com a exposição das crianças.

De acordo com informações obtidas pela reportagem, a mulher e as duas crianças estavam no local desde o início da semana passada e até ontem nada tinha sido feito para encontrar uma solução para o problema.

O promotor da Infância e da Juventude, Joel Furlan, respondeu ao questionamento da reportagem. “O Centro POP não é para crianças. Há abrigo adequado para isso (um masculino e um feminino)”, informou o promotor.

“A família está com m situação de rua, não possui parentescos na cidade e o marido preso. Devido à situação de rua, a família está sendo atendida pelo Centro Pop. A equipe técnica do Centro Pop está organizando junto a rede de proteção as intervenções para a família. Neste dia (16/06) a secretaria de assistência social providenciou uma casa para a família, até que se viabilize todas as ações para garantir os direitos da família”, respondeu a Prefeitura por meio de nota.

 

 

 

Veja também

Araçatuba acompanha dado nacional e registra aumento de vendas de genéricos

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA Implantado no Brasil em 1999 pelo Ministério da Saúde, o medicamento …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *