17.7 C
Araçatuba
quarta-feira, junho 29, 2022

Termina hoje inscrição para a escola de eletricista

A prefeita Tamiko Inoue recebeu, na tarde quarta-feira (23), representantes do IFSP (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia São Paulo) e da empresa Elektro parceiras do projeto Escola de Eletricistas.

A reunião aconteceu com o coordenador de extensões, Carlos Eduardo Maia de Oliveira e o coordenador de projetos do IFSP, Devair Rios Garcia, além da analista de recursos humanos da concessionária Elektro, Viviane Lopes Ferreira.

Acompanharam também o vice-prefeito Pedro Bentivoglio, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda, Hugo Zamboni, e o coordenador do NIAP (Núcleo de Iniciação e Aperfeiçoamento Profissional), Roberto Trevisola.
“Acompanho de perto os projetos que envolvem a qualificação profissional, já que são ótimas oportunidades para as pessoas se desenvolverem, e um marco importante em suas vidas”, comentou Tamiko.

Essa é a oitava turma da Escola de Eletricista, e a segunda em parceria com o IFSP, no período noturno, que está com inscrições abertas até a próxima sexta-feira (25), que deverão ser realizadas por meio de preenchimento online da ficha de inscrição disponível no site oficial do município http://www.andradina.sp.gov.br <http://www.andradina.sp.gov.br/&gt; no menu “ Escola de Eletricistas” ou pelo endereço <http://vtp.ifsp.edu.br/fic&gt; .

São 40 vagas iniciais para o primeiro módulo, no curso de 972 horas/aula. São 350 inscrições confirmadas pelo site, e 200 já efetivadas. Lembrando que após o cadastro no site, o candidato tem que levar a ficha no NIAP anexo ao Centro Social Urbano de Andradina situado na Rua Paulo Marin, nº 1862 – Vila Mineira, com atendimento, de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h.

Pedro ressalta que o curso é uma via de mão dupla, trazendo benefícios sociais e econômicos. “A prefeitura cumpre o papel de proporcionar um trabalho social garantindo a educação dos alunos e o mercado tem a formação de profissionais de qualidade”.

Segundo explica o secretário de Desenvolvimento, Hugo Zamboni, o projeto tem grande eficiência com empregabilidade de quase 100%, já que a maioria é contratada pela Elektro, absorvida pelo próprio mercado, ou até mesmo podem se tornar profissionais liberais. “A Escola deu muito certo e vem trazendo qualidade de vida e geração de emprego e renda”.

Da Redação

Ultimas Noticias