ACORDO - Ernesto Júnior e representantes do sindicato discutiram a questão

Feriadão teve 90 faltas abonadas e benefício será controlado para não atrapalhar atendimento

DA REDAÇÃO – ANDRADINA

No feriado prolongado da Padroeira do Brasil (12 de outubro) houve 90 pedidos de faltas abonadas de servidores administrativos da Prefeitura de Andradina. Os pedidos não foram negados, mas o efeito ao atendimento ao público foi significativo, já que entre o feriado ainda existiu um ponto facultativo.
Pensando neste prejuízo ao serviço público, o Governo de Andradina chegou a editar um Decreto Municipal que proibiu a retirada de faltas abonadas dois dias antes e dois depois da data considerada “feriado”.
Segundo o secretário de Governo, Relações Institucionais e Assuntos Parlamentares, Ernesto Júnior, o decreto foi criado para preservar o serviço público e não prejudicar o atendimento à população, já que com tantas abonadas alguns setores praticamente pararam.

Acordo
Na quarta-feira (13), Ernesto Júnior recebeu o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Andradina, Marcos Alves para debater o tema, que causou grande comoção na categoria no último feriado.
“Reconhecemos o direito dos servidores, mas esse direito não pode prejudicar o atendimento à população, visto a clara preferência dos servidores em retirar faltas abonadas na proximidade dos feriados, fazendo a popular ponte”, explicou Ernestinho.
A reunião levou em conta o bom relacionamento entre sindicato e administração pública para uma saída pacífica entre gestores e servidores.
De acordo com Marcos Alves a reunião foi produtiva e sinalizou para um acordo. O decreto será revogado e a partir de agora a decisão da concessão das faltas abonadas caberá a cada secretaria que responde pelo setor onde o funcionário está lotado.
“Como dito, o direito é do servidor público, mas a decisão de conceder ou não a falta é do secretário. Elas não podem representar um prejuízo ao atendimento ao público”, enfatizou o secretário.
De agora em diante os pedidos de abonadas serão analisados como forma de precaver contra um esvaziamento do setor nestas datas, como forma de garantir o desempenho institucional dos órgãos públicos.

Faltas
Os servidores públicos têm direito a seis faltas abonadas a cada ano e não são cumulativas, e podem ser requisitadas dentro do ano de vigência.
Além disso, os servidores podem usar o direito às faltas justificadas, que são aquelas que possuem respaldo em lei, ou seja, que a legislação autoriza que o funcionário se ausente por um certo período de tempo de acordo com cada situação.

Veja também

Central de Agendamento de teste Covid-19 será desativada

DA REDAÇÃO – TRÊS LAGOAS A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informa que devido ao …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *