: CALOR - Com aumento de temperaturas, umidade do ar vira preocupação

Defesa Civil faz alerta de clima de deserto com umidade podendo chegar em apenas 7% na região

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

Mesmo com as poucas chuvas dos últimos dias, o calor não deu trégua nas regiões de Araçatuba e Andradina. Na tarde desta sexta-feira (17), a Defesa Civil do estado de São Paulo emitiu novo alerta para a baixa umidade do ar nas regiões e em outros pontos do noroeste paulista. Para a semana que vem, a previsão é de que a umidade chegue ao nível de 7%, considerado de alto risco para os seres humanos. Já as temperaturas ficarão novamente bem próximas aos 40 graus. Não há previsão de chuvas para os próximos dias.

 

A umidade relativa do ar chegou a 12% durante a tarde de ontem em Araçatuba e em Andradina. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, o mínimo para as boas condições de vida humana é que a umidade esteja em, pelo menos, 60%. E a previsão para os próximos dias é de que a subida gradativa da temperatura traga consequências para a umidade do ar, de acordo com dados do portal ClimaTempo.

 

Em Araçatuba, por exemplo, a temperatura máxima nesta sexta-feira foi de 36 graus. Para este sábado (18), a previsão de máxima é a mesma, mas com a umidade chegando a 11%. Já no domingo, os termômetros devem chegar aos 37 graus com a umidade em 10%. 

 

Porém, os níveis mais críticos devem ser sentidos a partir do início da semana que vem. Na segunda (20), a temperatura máxima na cidade vai a 38 graus e a umidade relativa do ar mínima deve atingir 9%, enquanto na terça (21), a umidade pode ficar em 8% na sua condição mínima com termômetros atingindo os 39 graus. 

 

Já para Andradina, a previsão é ainda mais alarmante. O clima de deserto já toma conta da cidade neste sábado, principalmente no período da tarde, com máxima de 37 graus e umidade relativa do ar mínima de 10%. No domingo, segunda e terça, as máximas crescem um grau a cada dia, chegando a 39, 40 e 41 graus, respectivamente, com a umidade do ar mínima ficando em 9%, 8% e 7%, respectivamente. 

 

Por conta deste cenário, a Defesa Civil SP recomenda que as pessoas evitem exercícios físicos ao ar livre nos períodos mais quentes, além de umidificar o ambiente constantemente, permanecendo em locais protegidos do sol  e consumindo bastante água.

 

Com a umidade relativa do ar muito baixa e o calor intenso, o clima fica propenso para incêndios em cobertura vegetal. A Defesa Civil, juntamente com o Corpo de Bombeiros, atua de forma constante para combater focos de queimadas, principalmente no período de seca.

 

A população pode comunicar ocorrência de queimadas pelos telefones 193 do Corpo de Bombeiros e 199 da Defesa Civil dos municípios. É importante também evitar queimadas, não colocando fogo em vegetações e não atirando bitucas de cigarro na beira das estradas. 

 

É importante que o cidadão residente no estado de São Paulo se cadastre para receber alertas de risco de desastres, gratuitamente, por mensagens de texto (SMS).

 

Para se cadastrar, a pessoa só precisa enviar uma mensagem por meio do aplicativo para envio de SMS do celular para o número 40199, constando o número do CEP que tem interesse em receber informações da Defesa Civil do estado. 

 

 

Veja também

Pipas causam mais de 160 interrupções de energia na região de Araçatuba

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA Um levantamento da CPFL Energia, em todas as cidades atendidas pela …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *