6.4 C
Araçatuba
quarta-feira, maio 18, 2022

Conselho quer informações sobre fila para consultadas e exames

DA REDAÇÃO – ILHA SOLTEIRA

O Conselho de Saúde, em reunião agendada para esta quinta-feira (25), deve decidir pela cobrança de uma solução para o longo prazo por exames e consultas e a divulgação de lista de pacientes. Ambos assuntos vem repercutindo bastante nas últimas semanas. O presidente do conselho, Luiz Carlos Barbosa, os assuntos, entre outros, serão levados ao plenário do órgão, que deve decidir por uma explicação da Prefeitura. “Sobre os exames, devemos cobrar providências da Prefeitura. Já em relação a divulgação da lista de espera por exames e consultas, queremos saber se isso é possível e como fazer”, explicou Barbosa. A reunião acontece nesta quinta-feira, a partir das 9h00, no anfiteatro do Hospital. Qualquer morador pode participar.
No final de junho, a Câmara encaminhou à Prefeitura pedido de informações sobre a fila de espera para consultas e exames. Em julho, mais de 3,6 mil pacientes aguardavam vaga para consultas em Ilha Solteira. Já a fila por exames tinha 2,3 mil. O requerimento doi apresentado pelo vereador Antônio Carlos da Silva, o Toninho (PT).
No requerimento, feito no final de junho, Toninho solicitou informações sobre a quantidade de pessoas que aguardavam por consultas e exames em Ilha Solteira e o tempo médio de espera para ser atendido.
Conforme resposta do prefeito Otávio Gomes, no final de julho, 3.689 pessoas aguardavam por consultas, de diversas especialidades, em Ilha Solteira. A procura é maior por Coloproctologista (718), Oftalmologista (434), Cirurgião geral (361) e Otorrinolaringologista (434). Já a fila de espera por exames reúne 2368 pacientes. A procura é maior por Urofluxometria (561), Ressonância (393) e Ecocardiografia Transtorácica (307).
No caso de consultas, o tempo para ser atendido depende da especialidade e pode demorar meses. Para consultas com pneumopediatra, neuropediatra e cirurgião urológico, a demora é de 18 meses. Com cirurgião do aparelho digestivo, 17 meses e vinte dias. Já para os exames, a maioria dos pacientes espera por mais de um ano na fila.
Para o vereador a situação é preocupante. Segundo ele, a Câmara e a Prefeitura precisam trabalhar em conjunto, para minimizar os efeitos da falta de profissionais, para reduzir a defasagem no atendimento de consultas e que é preciso implantar um sistema de gestão para resolver a demanda por exames, introduzindo o acolhimento dos pacientes mais graves.

LISTA DE ESPERA
A divulgação de lista de espera, como vem ocorrendo em outras cidades, foi proposta pelo vereador Valdeci Ferreira Lima (PV). A proposta prevê que a Prefeitura divulgue uma lista dos pacientes que aguardam consultas, exames e cirurgias na rede pública de saúde.
A divulgação encontra resistência por parte do Governo. Mas, para mostrar que é possível, o vereador Dalmi Guedes (PSC) exibiu há algumas semanas na sessão da Câmara, como isso acontece na cidade de Toledo, no Paraná. Lá, a Prefeitura não só divulga a lista de espera por consultas, exames e cirurgias, como o número de atendimentos no mês anterior, consultas realizadas e até medicamentos disponíveis. (Com informações do Ilha de Notícias)

 

Ultimas Noticias