DECISÃO - Indicação de Paulo Rodolpho Shinkado está nas mãos dos vereadores DIVULGAÇÃO

Condenado a indenização de R$ 10 mil, indicado para a Arsae ainda não pagou

Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – ANDRADINA

No ano passado, o ex-servidor público Paulo Rodolpho Antoniassi Shinkado, autor de perfis fakes nas redes sociais, foi condenado a indenizar em R$ 10.000,00 a prefeita Tamiko Inoue, de Andradina, para compensação de danos morais. Passados vários meses e esgotados os recursos, Shinkado ainda não pagou a indenização à ex-prefeita, que deve entrar com ação de execução de sentença. Enquanto isso, está tramitando na Câmara indicação de Rodopho Shinkado para a diretoria colegiada da Arsae (Agência Reguladora de Serviços de Água e Esgoto de Andradina). A indicação, lida na sessão de segunda-feira (12), foi encaminhada pela administração municipal.

“Tal valor deverá ser pago devidamente atualizado, desde esta data, até o efetivo desembolso. Incidirão juros de mora, à taxa de 1% (um por cento) ao mês, contados desde o evento danoso, isto é, desde o indevido cadastramento de linha telefônica, em nome da autora. Sem custas e honorários de sucumbência, nos termos do artigo 55 da Lei 9.099/95”, diz a sentença é do juiz Leandro Augusto Gonçalves Santos e penaliza Rodolfo por ter cadastrado, indevidamente, número de celular em nome da prefeita segundo apurou investigação da Polícia Civil. No mesmo trabalho investigativo, a polícia que também descobriu a autoria de perfil fake no Facebook – onde o ex-servidor usava o nome de Paulinho Pereira – e em grupo de WhatsApp, com a mesma foto – denominado #somostodospaulopereira. O objetivo era atacar pessoas, especialmente a administração municipal de então.

Rodolpho trabalhava no Setor de Tributação, quando registrou um chip de celular em nome da prefeita Tamiko Inoue, que na época exercia a função de Secretária da Educação. “Esse chip de linha telefônica foi cadastrado à época, bastava ligar em alguma operadora e fornecer o número do CPF de quem pretendia adquirir a linha. Não havia nenhum outro procedimento de segurança que evitasse fraude”, disse o advogado Marcelo Gimenes, que representa Tamiko Inoue.

 

ARSAE

Mesmo com histórico problemático, com essa condenação e até mesmo exoneração do cargo na Prefeitura após processo administrativo, Paulo Rodopho Antoniassi Shinkado foi indicado pela atual administração para a diretoria colegiada da Arsae com pedido de tramitação em regime de urgência urgentíssima. A indicação começou a tramitar, mas sem a urgência solicitada. O processo foi encaminhado às comissões permanentes da Casa para avaliação. Somente após os pareceres, deverá ser levada ao plenário.

 

 

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Com a chegada de medicamentos para intubação, hospital estadual AME atinge totalidade de leitos

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – ANDRADINA Desde quando o Governo do Estado de São Paulo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *