AVANÇAR - Depois da remoção do canteiro central e recapeamento, começa a pintura da ciclofaixa

Começa a pintura da ciclofaixa da Avenida Guanabara

DA REDAÇÃO – ANDRADINA

A Prefeitura de Andradina iniciou a pintura da ciclofaixa na Avenida Guanabara nesta sexta-feira (29), num trajeto que que no futuro fará conexão com a as principais avenidas e ruas da cidade. O prefeito Mário Celso acompanhou de perto o início do traçado que vai trazer uma grande reformulação na cidade, estando incluído no Masterplan de desenvolvimento de Andradina.
A primeira ciclofaixa instalada na cidade interliga o trevo da Guanabara à Avenida Barão do Rio Branco, fazendo o contorno do trevo e retornando num sistema unidirecional de cada lado da via, com um total de 4.341,65 metros. O investimento total do projeto será de R$ 555.300,78, de recursos próprios do município.
Este trecho da ciclofaixa também vai contar com a troca da iluminação noturna por um sistema de LED.
A primeira fase do projeto fez a recuperação do asfalto e a demolição do canteiro central da Avenida Guanabara, em obras executadas pela empresa andradinense Skalla Pavimentação.

O projeto master
A construção de ciclofaixas representa um enorme passo em direção a cidades mais inclusivas, com mais segurança e saúde para os cidadãos. No projeto de Mário Celso Lopes está a construção de uma ciclovia que vai integralizar as duas principais avenidas de Andradina (Bandeirantes e Guanabara) e ainda passar pela área da linha férrea que atravessa Andradina de Leste a Oeste.
O trajeto proposto no Masterplan, expande a ciclofaixa por uma área margeada pela linha férrea, seguindo pela estrada da Fazenda Santa Lúcia seguindo pela rua Silvio Shimizu e fazendo a integralização das avenidas, terá mais de 10km de trajeto. A linha férrea será o eixo central da ciclovia, pois ela corta uma porção significativa de bairros de leste a oeste de Andradina.

Veja também

Região tem pouco mais de 72% da sua população totalmente imunizada contra a covid-19

Diego Fernandes – Araçatuba Durante esta semana, ao decidir sobre a flexibilização do uso de …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *