23.6 C
Araçatuba
sábado, maio 21, 2022

Terceiro suspeito de tentativa de chacina é preso pela PM em Araçatuba

Policiais militares da Força Tática de Araçatuba prenderam no início da tarde de quinta-feira (27) o terceiro suspeito de ter participado de uma tentativa de chacina em agosto deste ano no bairro Atlântico, zona norte do município. Quatro pessoas da mesma família, sendo um casal e os filhos de cinco e 13 anos de idade, e uma vizinha, foram baleados por quatro indivíduos armados com pistolas de calibre nove milímetros, que é de uso restrito das Forças Armadas.

 

Segundo informações apuradas pela reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL, a prisão ocorreu na residência do suspeito, no bairro Umuarama, zona leste de Araçatuba. As equipes já tinham informações de que Igor Caique Dibes Alexandrino, de 22 anos, estaria morando no local. No início da tarde de ontem, os PMs foram até o local e conseguiram encontrá-lo no interior do imóvel.

 

Segundo a polícia, o rapaz tentou fugir correndo da abordagem, mas foi detido alguns minutos depois. Na revista pessoal nada de ilícito foi localizado, porém, os policiais encontraram no quarto do indiciado 160 pinos contendo cocaína, 500 pinos vazios, dois tabletes de pasta base do mesmo entorpecente, R$ 550,00 em dinheiro, balança de precisão, além de nove munições de calibre 38.

 

Já existia um mandado de prisão contra o homem pela suspeita de participação no crime. Ele foi preso e encaminhado até a Central de Flagrantes, onde prestou depoimento. Depois, foi levado para o Centro de Detenção Provisória de Nova Independência, onde deverá aguardar a decisão da Justiça.

 

Outros dois investigados pelo crime também encontram-se presos. Um deles foi localizado também por uma equipe da Força Tática alguns meses após o crime. O outro acabou sendo preso por tráfico de drogas por equipes da Dise (Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes). Agora, o único autor foragido é Denilson Zatim Miranda, que ainda continua sendo procurado pela Polícia Civil.

 

O CRIME

 

Passava das 21 horas quando indivíduos desconhecidos chegaram em frente à residência da família. Uma dona de casa, 33 anos, e os dois filhos, de cinco anos e 13, estavam na área da frente no momento da ação. Uma vizinha, de 52, vendia frutas bem ao lado. Os criminosos começaram a atirar. Todos os quatro foram atingidos pelas balas de calibre nove milímetros, que é de uso restrito das Forças Armadas.

A vizinha foi ferida no ombro. Os dois menores com tiros na cintura e no pé e a dona de casa, que ficou em estado mais grave, no tórax. Não satisfeitos, os autores invadiram o imóvel em busca do marido da mulher, um eletricista de 23 anos que já foi preso por tráfico de drogas. Percebendo toda a situação e após ouvir os estampidos, ele tentou se esconder em um dos quartos. Os autores foram até o corredor e passaram a atirar. Um dos tiros atingiu o homem no braço.

Equipes do Resgate, do Corpo de Bombeiros, e do Samu (Serviço Móvel de Atendimento de Urgência) foram acionados para o atendimento às vítimas. Todas foram encaminhadas com vida até o pronto-socorro da Santa Casa e receberam alta alguns dias depois.

Ultimas Noticias