Home Plantão Policial PM prende quatro pessoas com drogas e quase R$ 22 mil

PM prende quatro pessoas com drogas e quase R$ 22 mil

4 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

A Polícia Militar de Araçatuba prendeu quatro pessoas, entre elas a irmã, o cunhado e o padrasto de um homem considerado um dos líderes do tráfico de drogas no bairro Água Branca, no fim da manhã de domingo (15), na rua Joana Favarin Jorge. Com os suspeitos, os policiais localizaram quase R$ 22 mil em dinheiro, dois tijolos de pasta base de cocaína, maconha e peças de roupas ainda com as etiquetas.

Segundo informações apuradas pela reportagem, a polícia estava em patrulhamento quando avistou dois suspeitos deixando um local já conhecido por ser ponto de venda de entorpecentes. A casa pertence à irmã do homem considerado chefe do tráfico no local e que é procurado pela Justiça por tentativa de homicídio.

A dupla, ao perceber a aproximação dos PMs, tentou fugir. Um deles jogou algo suspeito no meio de um matagal. Após a abordagem, ele confessou que ali dentro havia um ‘kit’ com entorpecentes, já que iria assumir a biqueira naquele momento. Na ocasião foram apreendidos 65 pinos contendo cocaína.

APOIO

Por conta da complexidade da ocorrência houve a necessidade de apoio policial. As equipes tentaram entrar na casa, mas a proprietária ameaçou dizendo que iria soltar um cão da raça pitbull. Ainda conforme o registro, a indiciada cumpriu a promessa. O animal tentou atacar um dos policiais e foi morto com um tiro.

Dentro do imóvel houve resistência ainda do companheiro da mulher. Ele foi imobilizado com um disparo de choque. Por fim, o padrasto do foragido da Justiça também foi detido. Durante as buscas foram encontrados os dois tijolos de pasta base de cocaína, mais 31 pinos com o mesmo entorpecente, uma fração de tijolo de maconha, nove porções da mesma drogas, 1.600 pinos vazios, nove celulares, 17 peças de roupas com etiquetas, além de R$ 21.917,00 em dinheiro.

Os quatro indiciados foram encaminhados para a Central de Flagrantes, onde prestaram depoimento na presença de advogados. O delegado plantonista manteve a prisão por tráfico de drogas e os deixou à disposição da Justiça. Um inquérito foi aberto para dar prosseguimento às investigações.

 

 

 


Compartilhe esta notícia!