14 C
Araçatuba
sábado, agosto 13, 2022

Homem é preso após agredir a mulher, a filha bebê e a enteada

FOTO: ARAÇATUBA ACONTECE

Um pedreiro de 39 anos de idade, identificado como Reinaldo Vieira da Costa, foragido do Centro de Progressão Penitenciária de Valparaíso, foi preso na noite de sexta-feira (19) depois de agredir a esposa, a filha de apenas sete meses de vida e a enteada, de 17 anos de idade. O crime ocorreu na residência da família, localizada na rua Rubens Massaroto, no bairro São José, em Araçatuba. O homem vai responder por seis diferentes crimes.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, o autor e a companheira iniciaram uma discussão, por motivos ainda desconhecidos. A vítima segurava a criança no colo. Em determinado momento da confusão, o suspeito se exaltou e partiu para cima dela com socos.

Um dos golpes atingiu a mulher no braço e acabou acertando a bebê, que teve alguns cortes pelo corpo. Na tentativa de defender a mãe, a enteada do indiciado tentou separar a briga e acabar com aquelas agressões. Foi, nesse momento, que o pedreiro também a atingiu com socos pelo corpo, causando lesões em todas as vítimas.

Após as agressões, o investigado fugiu correndo da residência. Policiais militares que faziam patrulhamento nas imediações foram acionados para o atendimento da ocorrência e chegaram ao endereço alguns minutos depois. As equipes colheram as informações das vítimas e tomaram conhecimento a respeito das características do agressor. Além disso, os PMs também foram informados pela mulher que o marido era foragido do sistema prisional, o que se confirmou em pesquisa feito no banco de dados do governo do estado de São Paulo.

A polícia começou a fazer diligência nos bairros próximos a fim de tentar encontrar o autor e pela Avenida Água Funda, já no bairro Beatriz, os policiais conseguiram encontrar o suspeito andando pela via pública. Ao avistar a viatura, o indiciado tentou fugir correndo e pulou os muros de várias residências. Ele foi detido no quintal de um imóvel localizado na rua Ministro Arnaldo da Costa Pietro.
O homem resistiu à prisão e, por isso, foi necessário o uso da força física contra ele, inclusive com o uso de algemas. O pedreiro foi encaminhado até a Central de Flagrantes, onde prestou depoimento. O delegado plantonista, José Luís Silva Abonízio, decidiu dar voz de prisão ao indiciado pelos crimes de violência doméstica, vias de fato, ameaça, injúria, desobediência e lesão corporal, além da captura de procurado, já que o agressor era foragido.

Apesar de todo o susto, as vítimas não precisaram de atendimento médico. A mulher do pedreiro requisitou medidas protetivas com caráter de urgência e decidiu representar criminalmente. Ele passou por audiência de custódia na manhã de sábado (20) e depois foi transferido para o Centro de Detenção Provisória de Nova Independência, após ter a prisão preventiva decretada. Um inquérito foi aberto pelo terceiro distrito policial do município para dar andamento às investigações sobre o caso.

Ultimas Noticias