Home Plantão Policial Dois assassinatos são registrados na região de Araçatuba

Dois assassinatos são registrados na região de Araçatuba

5 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

Dois assassinatos foram registrados na região na noite de sexta-feira (9). O primeiro foi no bairro Santa Luzia, em Araçatuba. O outro ocorreu em Penápolis. Em ambos casos, os autores fugiram e até o fechamento dessa edição não tinham sido encontrados pela polícia.

Em Araçatuba, o auxiliar de serviços gerais Paulo Sérgio Rovida, de 30 anos, foi morto a tiros na rua São Domingos, por volta das 21h15. De acordo com informações do boletim de ocorrência, a companheira dele contou em depoimento que os dois se preparavam para sair de casa a fim de comer espetinhos. Em determinado momento, Rovida pegou a moto e iria guardar nos fundos da residência.

Nesse instante, uma motocicleta Honda preta com dois ocupantes se aproximou. O que estava na garupa desceu e passou a disparar diversas vezes contra as costas da vítima. Ela ainda tentou correr, tropeçou e caiu na calçada. O autor disparou mais algumas vezes com o auxiliar caído. Em seguida, ele e o comparsa fugiram em alta velocidade e não foram encontrados.

Equipes do Resgate e do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) chegaram a ser acionadas, mas quando chegaram ao endereço o homem já estava sem vida. Os policiais militares e civis também estiveram na cena do crime colhendo mais informações que possam auxiliar nas investigações a partir de agora.

Um laudo da perícia ficará pronto em até 30 dias. O corpo de Rovida foi encaminhado para o IML (Instituto Médico Legal) e passou por exame necroscópico. Depois foi liberado para o velório e sepultamento. A Polícia Civil vai instaurar inquérito para apurar as circunstâncias do assassinato.

PENÁPOLIS

Quase que no mesmo horário outro homicídio foi registrado, dessa vez em Penápolis. A reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL apurou que a jovem Kivia Kalini Souza de Andrade, de 25 anos, foi morta com uma facada no tórax na avenida Marginal Maria Chica.

A principal suspeita de ter a assassinado é uma ajudante geral de 35 anos. Segundo a Polícia Civil, o homicídio teria ocorrido por conta de uma relação amorosa que a vítima teria com outra pessoa que é a atual companheira da autora. Elas teriam se encontrado na via, iniciado uma discussão quando o crime ocorreu.

Andrade chegou a ser socorrida com vida pelo Resgate até o pronto-socorro, mas não resistiu aos ferimentos e morreu alguns minutos depois. Os policiais militares chegaram a fazer diligências na tentativa de encontrar a suspeita, mas não a localizaram até o fechamento dessa edição. O caso será investigado pela Polícia Civil.

 


Compartilhe esta notícia!