25.9 C
Araçatuba
domingo, agosto 7, 2022

Professora da rede municipal de irá para os EUA participar de curso de aperfeiçoamento do inglês

Mais uma vez os professores da Rede Municipal de Ensino (Reme) de Três Lagoas estão sendo destaque pelo desempenho, pois a professora de Língua Inglesa da Escola Municipal “Presidente Médici”, Juliana Gargantine Ariza da Cal, que foi aprovada em um exame de proficiência, levará o nome da cidade durante a sua participação em um curso de seis semanas em Springfield, Missouri, nos Estados Unidos.

Essa oportunidade é possível graças a uma parceria entre a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) do Brasil, por meio de sua Diretoria de Relações Internacionais (DRI), Diretoria de Formação de Professores da Educação Básica (DEB) e a Comissão para Intercâmbio Educacional entre os Estados Unidos da América e o Brasil (Comissão Fulbright), programa esse que busca capacitar professores de língua inglesa da educação básica em efetivo exercício nas redes públicas de ensino e estreitar as relações bilaterais entre os dois países.

“Eu ainda estou tentando entender o que está acontecendo, pois nunca passei por uma viagem internacional, isso demanda documentos, preocupações e adaptações, já que estaremos lá num período de frio e, consequentemente, com neve. Estou muito animada e é uma oportunidade única que trará muitos benefícios para a nossa rede de ensino, porque quero ser um agente multiplicador desse conhecimento”, explica Juliana.

A professora embarca no dia 10 de janeiro e deve voltar no dia 28 de fevereiro, pois o último dia de curso, previsto pelo cronograma inicial, é 26 de fevereiro. “Então, acredito que nessa data estarei de volta e o melhor, com muito mais experiência para passar aos meus alunos e colegas de trabalho”, comenta.

PROCESSO

Juliana explica que para ser aprovada foi necessário passar por algumas etapas, sendo que a primeira é a prova documental/de títulos; a segunda um exame de proficiência, uma medição da fluência e habilidade em língua inglesa. “Com isso, foram selecionas três turmas, que são divididas em intermediário 1 e 2 que visa o aperfeiçoamento da língua e as turmas de metodologia que o foco é aprimorar o método de ensino da língua inglesa”, diz.

A professora foi aprovada para ir junto aos grupos intermediários, ou seja, está indo para conseguir aperfeiçoar a compreensão, fala, leitura e escrita da língua inglesa. “Apesar disso, os alunos serão beneficiados no meu retorno do curso, pois o meu aperfeiçoamento com toda certeza será uma ganho para eles e, mesmo não sendo o foco do meu curso aperfeiçoar a metodologia, ainda assim será possível fazer, pois vou trocar experiência com professores de todo o Brasil, dos EUA e do mundo”, comemora.

No total, são 17 vagas para cada estado do país, no Estado de Mato Grosso do Sul foram 21 professores inscritos e a Juliana foi a única a se inscrever de Três Lagoas. “Acredito que nas próximas edições, devido a minha experiência, por ser o pontapé inicial, abrirá portas para que outros professores, tanto da Rede Municipal, quanto da Rede Estadual de Ensino, se sintam incentivados a participarem desse programa”, estima a professora.

OPORTUNIDADE

“Se não fosse esse programa seria impossível eu conseguir fazer esse curso, pois estimo que gastaria pelos menos R$ 30 mil, algo que não tenho, principalmente por conta da atual condição econômica do país”, explica Juliana destacando ainda que todo o curso, estadia, material e alimentação é por conta do programa.

Juliana destaca ainda que tem muito a agradecer ao professor doutor em língua inglesa da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Fabrício Ono, porque foi ele quem a alertou sobre o processo seletivo e, com isso, abriu portas para esse momento a qual está passando.

GRUPO DE PROFESSORES

Outro ponto destacado pela professora e que ela avalia como um dos aspectos que permitiu que ela fosse aprovada no processo, é a participação dela em grupo de professores de língua inglesa da Reme formado em 2002 e que, constantemente, participa de cursos, palestras e especializações, além ainda da troca de experiência. Tanto que, no último semestres, participaram do Curso Abordagens Comunicativas em Sala de Aula, que é uma parceria entre a UFMS e a Secretaria Municipal de Educação e Cultura (Semec).

O CURSO

O curso intensivo de seis semanas conta com atividades acadêmicas e culturais e tem como objetivos específicos valorizar os professores que atuam nas redes públicas de educação básica; fortalecer o domínio das quatro habilidades linguísticas – compreender, falar, ler e escrever em inglês -, compartilhar com os professores metodologias e ensino, aprendizagem e avaliação que estimulem a participação do aluno, oferecer uma experiência in loco em história e cultura dos Estados Unidos, para que isso se torne parte do currículo do ensino do inglês o Brasil; estimular a parceria com universidades e professores americanos visando futuros intercâmbios de professores e de alunos entres os dois países.

DA REDAÇÃO – Três Lagoas

Ultimas Noticias