REAJUSTE - Novos preços já foram cobrados nesta quinta-feira (9)

Passagens de ônibus intermunicipais e rodoviários estão mais caras na região desde ontem 

Compartilhe esta notícia!

DIUEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

Passou a valer nesta quinta-feira (9) o reajuste tarifário para viagens de ônibus intermunicipais e rodoviárias autorizado pela Artesp, a Agência Reguladora dos Transportes do estado de São Paulo. O aumento autorizado foi de 15% para as linhas intermunicipais e 10% para as linhas rodoviárias.

 

São considerados ônibus intermunicipais aqueles que possuem característica urbana, com catracas, duas portas ou mais, sem bagageiro, que o passageiro pode viajar em pé, e que ligam diferentes cidades em distâncias menores. Já os ônibus rodoviários são aqueles que possuem banco reclinável, bagageiro, uma porta de acesso, e que ligam diferentes cidades em distâncias maiores.

 

A passagem de uma das empresas que fazem a linha mais comum entre Araçatuba e Birigui, por exemplo, que custava R$ 4,65 até a última quarta-feira (8), passou a custar R$ 5,30 nesta quinta. Já o preço de uma passagem de Araçatuba para São Paulo, que custava R$ 108, passou para R$ 119. A passagem de Araçatuba para Andradina, ou vice-versa, que custava R$ 35, passou a ser de R$ 38,75. Já o trajeto entre Araçatuba e Três Lagoas (MS), que custava R$ 36,50 passou para R$ 40,44. 

 

A portaria autorizando o aumento no preço das passagens de ônibus foi publicada no Diário Oficial do estado do último dia 2 de setembro. De acordo com o que foi publicado, a Artesp determina que a frota do serviço regular de transporte coletivo deverá se manter com idade média de no máximo cinco anos para veículos do transporte rodoviário e sete anos para veículos do transporte urbano. 

 

Justificativa

 

Como justificativa para o aumento, a Artesp afirmou em nota que postergou os aumentos por um ano e meio por causa da pandemia de covid-19. O texto diz que o reajuste é necessário por causa do aumento nos insumos, em especial o preço do óleo diesel (combustível dos ônibus), que foi impactado por causa do dólar acima de R$ 5. 

 

Ainda segundo a justificativa da agência reguladora, a inflação de 9,3% teve impacto nos custos operacionais do sistema de transporte de passageiros do estado. 

 

A Artesp ainda argumenta que se fosse repassar todo o aumento de custos para o consumidor final, os reajustes teriam que ser de 60%.

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Salsaretti deve gerar até 600 empregos diretos com aumento de linha de produção em Araçatuba

Compartilhe esta notícia!  A empresa Salsaretti, um braço do grupo Predilecta, em Araçatuba, anunciou nesta …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *