PASSADO - Registro de feira-livre na década de 1930 na Rua Paranaíba

Após mais de 70 anos, Três Lagoas irá ganhar prédio oficial para feira-livre

DA REDAÇÃO – TRÊS LAGOAS

A feira livre faz parte das tradições brasileiras. Em todas as regiões do país há feiras-livres, mas sempre respeitando as tradições regionais. Em Três Lagoas não é diferente. Desde o início da colonização da cidade há registro de feira livre. Por volta dos anos 50 um prédio abrigava a feira-livre no município. O espaço era localizado na Rua Dois (atual Rua Munir Thomé), mas por uma fatalidade o local pegou fogo. No próximo dia 10 de dezembro, após mais de 70 anos, será inaugurado o novo endereço exclusivo da feira-livre (agora, Feira Central) três-lagoense. Inicialmente a inauguração estava prevista para o dia 3 de dezembro. No entanto, o governador Reinaldo Azambuja confirmou presença para o dia 10. O convite ao governador foi feito nessa segunda-feira(22) pelo prefeito Angelo Guerreiro.
O ambiente moderno e amplo possui área de 5.500 metros quadrados, composto por 200 boxes para hortifruti, 37 espaços gourmets, praça de alimentação, palco, área administrativa e banheiros feminino e masculino. A obra de construção do prédio é um marco histórico para Três Lagoas, e para a valorização dos feirantes, que – em um local coberto e com estrutura – não enfrentarão mais os percalços com o clima, seja pelos problemas ocasionados pelas chuvas ou pelo excesso de exposição ao calor.

HISTÓRIA DA FEIRA
Não há como contar a história de Três Lagoas sem falar de comércio, desde o início do povoamento da cidade não há como falar sobre a cultura dos moradores sem lembrar as feiras-livres, sejam as feiras de gado ou mesmo a boa e velha feira de agricultura familiar.
Há registro com comércio de hortifruti, antes do incêndio do antigo local, na década de 1930, com carroças de feirantes tomando a Rua Paranaíba na esquina da Praça da Bandeira (atual Praça Ramez Tebet).
Após o incidente, no final da década de 1960 é construído o Mercadão Municipal (atual Shopping Popular), inaugurado em 1969, porém o prédio não abrigava somente os feirantes, na parte externa ficavam as lojas comerciais e na parte interna a feira.
Nos anos 80 a feira-livre volta a tomar as ruas de Três Lagoas. Esse tipo de comércio começa a acontecer em vários espaços como a Praça do Jardim Alvorada, Circular da Lagoa Maior e Avenida Filinto Müller. Até aquele momento a feira-livre de Três Lagoas acontecia de forma sazonal.
E só nos anos 2000, é concebida a Associação dos Feirantes, após a organização dos comerciantes em busca de desenvolver e expandir a agricultura familiar e melhores oportunidades. A feira se consolida nas manhãs dos sábados na Avenida Rosário Congro, depois também nas noites de quarta-feira e, atualmente, a feira acontece nas noites de segunda e quarta, e nas manhãs de sábado.

PRESENTE – Há vários anos a feira-livre é realizada na Rua Rosário Congro
FUTURO – Prédio com mais de 5 mil metros quadrados será inaugurado dia 3 de dezembro

 

Veja também

Atamor fará visitas a hospitais de todo o Brasil a partir de 2022; fundador pede doação de novelos de lã

Diego Fernandes – Araçatuba O grupo Atamor, de Araçatuba, que realiza ações no setor oncológico …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *