CONFIANÇA - Selênia Witter de Melo pede aos pais para conhecerem o trabalho feito nas escolas

Rede estadual de ensino preparada para receber os alunos a partir de segunda-feira

Compartilhe esta notícia!

ANTÔNIO CRISPIM – ANDRADINA

Desde o dia 25 de janeiro a rede estadual de ensino retomou as atividades presenciais para as atividades de planejamento. Segundo a dirigente regional de ensino de Andradina, professora Selênica Sílvia Witter de Melo, que concedeu entrevista ao jornalista Salvador Placco Neto, do SRC, voltaram os professores, equipe gestora, funcionários todos da unidade escolar. E naquelas escolas onde o município tem o decreto impedindo o retorno, fizeram, de forma remota.

De acordo com a professora Selênia, o0 trabalho de planejamento iniciado no dia 25 termina nesta sexta-feira (5). As escolas estão fazendo o plano de retorno presencial e o plano de contingência. Estão fazendo retomadas das ações feitas no ano passado, atualizando esses planos e trazendo novas informações aos alunos.

Segundo a diretora regional as aulas presenciais vão começar no dia 8 de fevereiro (segunda-feira). Para esse retorno, vários cuidados estão sendo adotados. O retorno não será de 100% dos alunos matriculados no mesmo dia. “Então nós estamos trabalhando com sistema de rodízio. A cada turma naquele dia, por exemplo segunda-feira, só pode ter até um terço – até 33%. A cada dia é um terço de aluno. A escola vai formar as turmas. Na primeira semana vem a primeira turma, na segunda a segunda e na terceira, a terceira turma. A primeira turma só retorna apenas na quarta semana. Fica 14 dias em casa trabalhando por atividades remotas pelo Centro de Mídia São Paulo e também, esse centro de mídia, as aulas em tempo real são reproduzidas pela TV Educação. O aluno escolhe qual o meio que ele quer assistir às aulas”, disse a professora Selênia.

“O sistema é trabalhoso, mas segue orientação da Saúde e dos comitês epidemiológicos e sanitários para que não ocorra aglomeração dentro das escolas e consiga cumprir todos os protocolos de biossegurança. Distanciamento social, distanciamento físico, uso dos IPI, das máscaras, face shield, álcool gel, lavar bem as mãos ter vários intervalos nos períodos para que os alunos não se encontrem, não ter aula vaga. Deve ter toda uma organização a partir desse plano que a escola elabora conjuntamente com o supervisor da unidade escolas e a dirigente. Após o plano ser aprovado e homologado, é quando os alunos podem retornar. Cada escola tem seu plano e cada escola tem a sua especificidade, que precisa ser respeitada”, acrescentou.

Segundo a dirigente regional de ensino, os alunos podem optar por continuar as aulas de forma remota. O retorno não é obrigatório. Para os professores e para equipe, ele vai estar presencialmente. Quanto ao aluno, é opção do pai. “Se a família acha que nesse momento ele não deve voltar, ele vai assistir as aulas pelo centro de mídia. Agora se ele quer voltar e assistir aulas de forma presencial, no sistema de rodízio, ele precisa ver qual foi a enturmação que foi feita para ele na unidade na unidade escolar”, disse Selênia, que continuo, “Convidamos os pais para vir às escolas, conversar com a equipe gestora, ver como a escola está organizada, como ela está bonita. Ela foi totalmente reestrutura neste contexto da pandemia para receber os alunos”.

Na avaliação da professora Selênia, o ensino remoto veio para ficar. “Mas ele jamais vai substituir o professor. Então mesmo quando tudo isso passar, todo mundo for vacinado, e as atividades forem presenciais, o Centro de Mídia vai ser utilizado como ampliação do currículo.  como já vai ser feito com o novo ensino médio. No novo ensino médio o aluno vai ter a carga presencial na escola e depois ele tem 400 horas de atividades remotas, que vão complementar o currículo dele do ensino médio”, disse.

A dirigente disse que estão retornando os professores que não estão nos grupos de risco. “Todo mundo quer ser vacinado sim”, disse ela, que acrescentou. Para ela os pais devem confiar na escola onde seu filho está matriculado. Ela convidou os pais para irem às escolas para “entender todo esse processo de retorno às aulas presenciais, com muita responsabilidade e respeitando os protocolos da saúde, garantindo que em termos de protocolo de biossegurança, estaremos cumprindo todos”.

A Diretoria Regional de Ensino de Andradina abrange 11 municípios: Lavínia, Mirandópolis, Guaraçaí, Murutinga do Sul, Pereira Barreto, Sud Mennucci, Ilha Solteira, Itapura, Castilho, Nova Independência e Andradina. (Salvador Placco Neto)

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Parlamentar questiona restrição de horário para comércio e demora na testagem da população

Compartilhe esta notícia!DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA Outros dois requerimentos do vereador Lucas Zanatta (PV) devem …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *