Home Cidades Mais um atropelamento com morte é registrado em vicinal de Andradina

Mais um atropelamento com morte é registrado em vicinal de Andradina

5 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

Em dez dias, Andradina registrou a segunda morte por atropelamento de ciclista na vicinal Sebastião Lourenço da Silva. Dessa vez, Edilson de Souza Alves, de 45 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu depois de ter sido atingido por uma Fiat/Fiorino, na altura do quilômetro quatro da via. O caso aconteceu no início da noite de domingo (26).

 

Segundo informações da Polícia Militar, o autor do atropelamento contou que trafegava no sentido ao patrimônio Planalto quando passou por um veículo no sentido contrário. Na sequência, o motorista relatou que teve a visão ofuscada e ao ver o ciclista não teve tempo hábil para frear e evitar a colisão.

 

Após o impacto, a vítima morreu ainda no local. Os policiais militares foram acionados para atendimento da ocorrência e convidaram o condutor a passar pelo teste do bafômetro. O resultado foi negativo para embriaguez.

 

Após o atropelamento, o local teve que ser isolado para o trabalho da perícia técnica. O laudo deverá ficar pronto em até 30 dias. O corpo de Silva foi velado durante toda a manhã em Andradina e sepultado por volta das 11h no cemitério municipal.

 

SEGUNDA MORTE

 

Esse foi o segundo óbito na mesma vicinal envolvendo ciclista. No último dia 16 de abril, faturista Josirene Gomes de Araújo Teixeira, de 52 anos, morreu e o marido dela, o policial militar e ex-vereador de Andradina Sérgio Faustino Teixeira, de 55, ficou gravemente ferido depois de serem atropelados enquanto faziam ciclismo. Segundo informações do boletim de ocorrência, o grupo de ciclistas estava na altura do quilômetro 11 quando o motorista da caminhonete Chevrolet/ D20, com placas de Guaraçaí, atropelou as vítimas. Em depoimento, o homem disse aos policiais militares que atenderam a ocorrência que não viu as pessoas por conta da luz solar. Após a colisão, ele parou o veículo para prestar auxílio e acionou a Polícia Militar. O autônomo passou pelo teste do bafômetro e o resultado foi negativo para embriaguez.

Marido e mulher foram socorridos por uma unidade do Resgate até a Santa Casa de Andradina. Por conta da gravidade dos ferimentos, Josirene não resistiu e morreu durante a madrugada de sexta-feira (17). Já o policial militar passou por três cirurgias, ficou internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e se recupera em casa.

A Polícia Militar informou à reportagem que vai aumentar a fiscalização na via para orientar os ciclistas a não utilizarem mais o local para a prática esportiva, por conta que não existe acostamento e trata-se de uma via bastante perigosa, com muitas curvas.


Compartilhe esta notícia!