Justiça decreta prisão temporária de suspeitos de assaltar joalheria

Compartilhe esta notícia!

VITOR MORETTI

A Justiça de Araçatuba decretou a prisão temporária de dois suspeitos de terem participado do assalto a uma joalheria de Araçatuba na última quarta-feira (13) em um centro de compras no Calçadão da cidade. A prisão da dupla ocorreu na manhã de hoje (14) em uma rodovia de São José do Rio Preto. A prisão temporária é válida por cinco dias, mas pode ser prorrogada por mais cinco. A polícia também conseguiu recuperar algumas joias e relógios que foram subtraídos.

Na decisão, o juiz de direito da Terceira Vara Criminal, Emerson Sumariva Júnior, afirmou que as prisões de Paulo Henrique Francisco de Souza e Lucas Felipe Chales eram necessárias para que o crime fosse elucidado, já que trouxe repercussão negativa e enorme temor em toda a sociedade de Araçatuba.

“Com efeito, existem nos autos fortes e consideráveis indícios de que, pelo menos em tese e por ora, sejam os suspeitos os autores do crime, conforme consta da bem elaborada e fundamentada manifestação do Delegado de Polícia; portanto, manter os suspeitos soltos, tornaria difícil a investigação por parte da Polícia Judiciária, além de exercer ameaça contra eventuais testemunhas”, avaliou na decisão.

PRISÕES

Segundo informações apuradas pela reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL, uma equipe fazia fiscalização de rotina pela rodovia Washington Luís (SP-310) quando desconfiou de um veículo VW/Parati, ocupada por quatro homens. Foi dada a ordem de parada ao condutor, mas ele não obedeceu e fugiu em alta velocidade.

A partir de então, uma perseguição teve início. Três rapazes foram detidos e um quarto conseguiu fugiu por meio de um matagal. Outras equipes da Polícia Rodoviária, além do apoio do helicóptero Águia, foram acionadas, mas até o fechamento dessa edição o homem não tinha sido localizado.

Em revista pessoal, os policiais localizaram joias e relógios na cueca dos indiciados, além de uma arma de brinquedo. Os três indivíduos foram levados até a delegacia de São José do Rio Preto e prestaram depoimento. Dois deles confessaram participação no assalto à joalheria em Araçatuba e informaram que àquele que conseguiu fugir também havia participado. O terceiro detido, que era o motorista, negou as acusações. Ele informou que deu carona à dupla e não tinha conhecimento do assalto e os levaria até Rio Preto. As joias e relógios foram reconhecidos pelas vítimas da joalheria de Araçatuba. Os objetos foram apreendidos e seriam devolvidos ao proprietário do estabelecimento comercial.

CELULAR

Na tarde de quarta, uma balconista de 23 anos de idade conseguiu recuperar o celular que havia sido roubado durante a ação. Segundo informações do boletim de ocorrência, a vítima ligou para o número e uma mulher atendeu a ligação. Ela informou que o primo havia comprado o aparelho por R$ 100,00 de um indivíduo desconhecido.

A funcionária da joalheira informou que aquele celular era dela e que o mesmo havia sido roubado durante a ação no centro de compras. A investigada disse que iria avisar seu primo e retornaria. Alguns minutos depois, ela retornou a ligação e informou que só devolveria se recebesse a quantia de R$ 100 a R$ 200.

A balconista entrou em contato com a Polícia Civil e comunicou a respeito dos fatos. Os investigadores da DIG conseguiram identificar a mulher, mas antes mesmo de localizá-la, ela compareceu até a joalheira e devolveu o aparelho. Depois, foi encaminhada até a delegacia, onde prestou depoimento e foi liberada.

Ainda durante a noite, policiais militares localizaram uma motocicleta que pode ter sido usada pelos assaltantes na fuga. A reportagem apurou que o veículo estava abandonado pela rua Cesário Mota. A moto foi apreendida e também faz parte das investigações.

CRIME

O assalto à joalheria ocorreu por volta das 9h30 de quarta-feira (13). Os três autores entraram no estabelecimento comercial com mochilas e com máscaras cirúrgicas. Eles invadiram a joalheria e renderam as funcionárias. A ação foi bem rápida e não demorou mais que dois minutos.

Câmeras de segurança flagraram toda a movimentação. Após anunciar o assalto, os bandidos pegaram todas as joias e relógios que enxergaram pela frente e colocaram tudo dentro de mochilas. O segurança do centro de compras percebeu que algo estranho estava acontecendo e foi até lá para averiguar a situação. Ele também foi rendido por um dos suspeitos.

Na sequência, o trio fugiu correndo por uma porta lateral. Policiais militares foram acionados para o atendimento da ocorrência, chegaram a fazer patrulhamento nas imediações, mas não conseguiram localizar os assaltantes.


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Final de tarde registra ventos fortes e chuva com granizo em Araçatuba

Compartilhe esta notícia!A tão esperada chuva chegou a Araçatuba no final da tarde deste domingo …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *