Criminosos se passam por médicos da Santa Casa e pedem dinheiro a familiares de pacientes

Compartilhe esta notícia!

Um golpe praticado em 2016 em diversas partes do Brasil, inclusive na região, voltou a ser praticado por criminosos em Araçatuba. Bandidos se passam por médicos ou funcionários da Santa Casa, ligam para os familiares de pacientes e pedem que façam um depósito em dinheiro para a realização de procedimentos hospitalares. Só na manhã dessa quarta-feira (8), a unidade hospitalar da cidade registrou dois estelionatos do tipo.

Conforme informações apuradas pela reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL, as famílias dos pacientes relataram que o golpista ligou se passando por um médico chamado Eduardo. Do outro lado da linha, o suspeito disse que o quadro clínico da pessoa internada havia piorado e ela precisaria passar por um exame de urgência.

Para tanto, a vítima deveria fazer um depósito bancário para que o procedimento fosse realizado.  Por sorte, os declarantes estranharam a situação e procuraram imediatamente a administração da Santa Casa, que desmentiu o fato e orientou as famílias sobre o crime.

GOLPE RECORRENTE

Os casos desse tipo começaram a se espalhar pelo país em 2016. Na região, vítimas de Fernandópolis e Santa Fé do Sul passaram pelo problema e chegaram a perder quase três mil reais em dinheiro. Com o passar dos anos, outras Santas Casas do Estado enfrentaram o mesmo estelionato.

Mais recentemente, a unidade de São Carlos também foi vítima. Os bandidos se passavam por funcionários e solicitavam depósitos às famílias de pacientes que se encontravam, principalmente, internados na UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

REAFIRMAÇÃO

A Santa Casa de Araçatuba reafirmou que todo o paciente internado pelo SUS (Sistema Único de Saúde) recebe todo o atendimento gratuito. Já no caso daqueles que possuem convênios privados, a negociação é feita diretamente com a operadora.

“A Santa Casa de Araçatuba e de qualquer outro setor não telefonam para a casa dos familiares de pacientes internados, muito menos solicitando depósitos bancários para realização de procedimentos”, afirmou.

O hospital orienta que, caso uma pessoa receba esse tipo de telefonema, informe imediatamente a Polícia Militar, pelo telefone 190, ou a administração da Santa Casa, pelo telefone (18) 3607-3021.


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Prefeito reúne Procon e Sanesul para mediar situações conflitantes

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – TRÊS LAGOAS Em reunião ocorrida na terça-feira (22), no gabinete …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *