ENSINO - O objetivo do evento foi expor os produtos desenvolvidos durante a aula de Tecnologia de Produtos de Origem Animal

Veterinária promove “Drive Thru de Degustação de Derivados do Leite”

Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

Os acadêmicos do 9º termo do Curso de Medicina Veterinária do Unisalesiano promoveram o 1º “Drive Thru de Degustação de Derivados do Leite”, na manhã desta sexta-feira (21), em frente ao Hospital Veterinário.

O objetivo do evento foi expor os produtos desenvolvidos por eles durante a aula de Tecnologia de Produtos de Origem Animal. “Por conta da pandemia, a aula foi realizada em formato remoto. Então, após eles terem desenvolvido as receitas, filmado e feito uma apresentação online, pelo Youtube, nós decidimos fazer uma mostra e degustação dos produtos entre todos do Unisalesiano”, explicou a docente Tatiane Poló, responsável pela disciplina.

Dentre o cardápio de receitas, alunos do Curso de Medicina Veterinária, professores e colaboradores da Instituição puderam provar: queijo minas frescal, requeijão, manteiga, doce de leite em pó, ambrosia, iogurte grego, leite condensado, creme de leite, doce de leite, entre outros.

“Como presente aos meus alunos e lembrando da época junina, fiz canjica e chocolate quente”, afirmou Tatiane, ao considerar que essa atividade teve “afetividade” em sua realização, já que muitos alunos puderam relembrar receitas de suas famílias, com a participação de pais e avós no desenvolvimento dos produtos.

Um exemplo é a acadêmica Danielli Bego, que apreciava na infância, quando morava em Mato Grosso do Sul, a receita da mãe: ambrosia. “Quando a professora Tatiane sorteou esse produto, procuramos a receita na internet e vimos que era diferente a que minha mãe fazia. Então, minha mãe foi importante no desenvolvimento dela, ajudou a fazer a ambrosia pura, apenas com leite, limão, cravo, canela e açúcar”, contou ela, ao lado da amiga de grupo, Polyana Caroline.

A acadêmica Isadora Alves Grassi também comemorou a participação na atividade, pois sempre gostou da área de qualidade de alimentos, segurança alimentar, principalmente, envolvendo laticínios. “Aproveitei essa oportunidade de fazer a receita do iogurte grego, que é algo que minha mãe sempre fez”, concluiu.

O Diretor do Unisalesiano, padre Erondi Tamandaré, ressaltou que a manipulação dos alimentos pode ser entendida como uma alquimia, uma arte. “Ao longo dos anos, os seres humanos foram manuseando e utilizando o que tinham para produzir suas refeições; primeiramente, para a sobrevivência e, depois, para o bem-estar”, e recorda Santa Teresa D’Ávila, que dizia, “em meio às panelas, também anda o Senhor!”.

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Prefeitura instala placas com indicações de direção erradas para pontos turísticos de Araçatuba

Compartilhe esta notícia!Diego Fernandes – ARAÇATUBA Com o objetivo de fazer indicações turísticas, a prefeitura …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *