RECORDE - Usina reativada em Clementina gerou 600 empregos e gerou lucro recorde DIVULGAÇÃO

Usina da região tem safra recorde de cana-de-açúcar e gera cerca de 600 empregos

Compartilhe esta notícia!

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

Uma usina que possui três unidades na região de Araçatuba, sendo que duas delas estão em funcionamento no momento, divulgou que a safra de cana-de-açúcar 2020/2021 obteve um lucro líquido de R$ 69,3 milhões, um valor histórico segundo a própria empresa. Além disso, houve aumento na moagem de 37% em comparação ao ciclo 2019/2020. 

 

De acordo com a direção da usina, que tem unidades em Clementina, Queiroz e Penápolis, sendo que apenas as duas primeiras estão em operação, a retomada das operações em Clementina, ainda em junho do ano passado, após o primeiro ciclo mais crítico da pandemia, ajudou no resultado recorde que foi divulgado pelo grupo.

 

Neste período, segundo balanço divulgado pela direção da usina, o valor de fluxo de caixa gerado nas atividades operacionais ultrapassou os R$ 244 milhões. Já o valor de Ebitda, que é o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, ficou em mais de R$ 429 milhões, valor 17% acima do verificado na safra anteriores.

 

Houve a produção de 526 mil toneladas de açúcar a partir da moagem, além de 151,6 milhões de litros do combustível etanol. O crescimento foi de 37,5% na produção de açúcar e de 16,6% na produção do etanol combustível.

 

Segundo o vice-presidente de finanças da empresa, Adriano Furtado, as usinas de Clementina e Queiroz contam atualmente com 2.400 funcionários, sendo que foram gerados 600 postos de trabalho desde junho do ano passado, com a retomada das atividades em Clementina. 

 

“Estamos retomando a lucratividade do negócio e avançando em importantes aspectos financeiros que vinham sendo desafiadores nos últimos exercícios”, afirmou Furtado através de nota da usina. 

 

Segundo a nota, a expectativa é de superar estes números divulgados na próxima safra, de 2021/2022. Atualmente, a capacidade instalada da usina é para o processamento de até 10 milhões de toneladas de cana-de-açúcar por safra. 

 

Geadas devem prejudicar próxima safra no país

 

Com as ocorrências de geadas em três períodos diferentes desde o começo de julho e com o tempo seco predominante no país, houve uma diminuição na estimativa de moagem de cana-de-açúcar e produção de açúcar em todo o Centro Sul do país na safra 2021/2022.

 

A primeira previsão era de uma moagem de 568 milhões de toneladas, mas com o déficit global da commodity, a estimativa agora era para a moagem de 541 milhões. 

 

Se houver confirmação dos dados ao final da safra, na metade do ano que vem, haverá uma queda global de 10,6% no processamento da matéria-prima. Os dados foram divulgados pela consultoria StoneX. 

 

De acordo com a consultoria, a produção de açúcar foi estimada em 34,6 milhões de toneladas, praticamente 10% em relação à safra anterior. Já a produção de etanol tem a expectativa de geral 24,9 milhões de litros do combustível, 10,5% a menos que na última safra. 

PREOCUPAÇÃO – Geada e tempo seco podem fazer safra de cana-de-açúcar ser menos em 2022

Compartilhe esta notícia!

Veja também

Polícia Rodoviária Federal apreende quase uma tonelada de maconha em Penápolis

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – PENÁPOLIS No início da tarde de domingo (26), equipe da …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *