20.3 C
Araçatuba
segunda-feira, junho 27, 2022

Transporte coletivo de Birigui retorna com 33% da frota, prefeitura prepara contratação emergencial de nova empresa

DIEGO FERNANDES – BIRIGUI

Apesar de ter retomado o serviço do transporte coletivo nesta sexta-feira (4), em Birigui, a empresa Auto Viação Suzano, concessionária do transporte na cidade, colocou apenas 33% da frota nas ruas para o atendimento da população.

De acordo com contrato firmado com a prefeitura de Birigui, pelo menos 12 ônibus devem circular ao mesmo tempo, fazendo linhas diferentes para atender os cerca de 20 mil usuários de transporte coletivo na cidade. Porém, nesta sexta-feira, apenas quatro ônibus fizeram o serviço ao longo do dia.

A prefeitura de Birigui confirmou que está providenciando a contratação emergencial de uma nova empresa para fornecer o transporte coletivo no município. Deve haver uma nova licitação para a escolha. 

Nesta sexta-feira (4), os quatro ônibus que estavam circulando em Birigui, ainda estavam cobrando o preço da passagem no valor antigo, de R$ 3,63. Segundo os motoristas, o reajuste de mais de 30% deve começar a valer a partir da próxima semana, quando o preço das passagens vai para R$ 4,75. 

O valor havia sido publicado pela prefeitura de Birigui como parte da decisão judicial que determinou que a prefeitura reajustasse as tarifas e desse um aporte financeiro para o equilíbrio do contrato com a empresa, que havia procurado a Justiça por causa da diminuição no número de passageiros após a pandemia.

Na quinta-feira (3), erroneamente, segundo a própria empresa, o serviço foi paralisado porque a direção da Auto Viação Suzano se confundiu com a data final de cumprimento do prazo por parte da prefeitura, que era o dia 17 de março, e por isso pediu para retomar os serviços já na sexta (4). O caso gerou até a lavratura de um boletim de ocorrência por parte da prefeitura de Birigui contra a empresa. 

No final da tarde, a empresa pediu à prefeitura para retomar o serviço, condição aceita pelo poder público para não prejudicar ainda mais os usuários no município. 

 

 

Ultimas Noticias