NATALINOS - Produtos do Natal começam a aparecer nas gôndolas dos supermercados

Supermercados de Araçatuba se preparam para o Natal e associação projeta mais de 20 mil empregos no estado

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

Os supermercados de Araçatuba já começam a se preparar para a aproximação do final do ano. Alguns produtos natalinos, como os tradicionais panetone e chocotones já podem ser vistos em algumas lojas de Araçatuba. Porém, os proprietários dos estabelecimentos estão tendo mais dificuldade neste ano para fazer a compra de produtos da data por causa da instabilidade nos preços.

Com a previsão de aumento da taxa Selic para 8,55% até o final do ano, que controla a inflação no país, fica mais difícil para os supermercados comprarem com antecedência, por não saber o preço que será pago no produto no momento da entrega.

De acordo com o diretor regional da Associação Paulista de Supermercados na região de Araçatuba, Carlos Felipe, que também dirige um supermercado no município, é impossível saber o preço de produtos natalinos como castanhas, uva passa, chester, dentre outros, para compra no momento, já que o fornecedor aguarda possíveis novas subidas do dólar, moeda norte-americana, para colocar os preços nos produtos.

“Como tudo hoje está polarizado, se você comprar a mercadoria hoje para entregar no final do ano, o fornecedor não sabe se ela vai subir ou não o dólar, então é muito instável, porque ele não consegue me assegurar um preço no momento. Isso fica difícil de negociar para ser entregue no final do ano”, afirmou o diretor.

O dirigente e empresário acredita, porém, que haverá aumento no volume de produtos, com ligeiro aumento nos preços dos alimentos mais presentes na ceia natalina dos araçatubenses.

“As negociações quanto ao volume, a gente acredita que vai haver um aumento de 3% a 5%, essa é a nossa tendência, mas está difícil de prever alguma coisa”, concluiu.

20 mil contratações

De acordo com dados da Associação Paulista de Supermercados, estes estabelecimentos devem ser responsáveis por boa parte das contratações para o final de ano.

Mesmo com crescimento nos preços, por conta da diminuição da pandemia, a previsão dos economistas é de que o consumo deve aumentar neste ano, já que há uma maior possibilidade das reuniões familiares com o fim das restrições da pandemia previstas para novembro, de acordo com o governo do estado.

O presidente da APAS, Ronaldo dos Santos, projeta pelo menos 20 mil novos empregos criados em todo o estado de São Paulo com a proximidade do Natal e do Ano Novo.

“Tradicionalmente as contratações do setor supermercadista, como do comércio de um modo geral, aquecem no fim de ano, graças aos postos de trabalho temporários. Até o fim do ano, a expectativa do setor é que sejam contratadas mais 20 mil pessoas para trabalhar nos supermercados. Boa parte, é claro, com chances reais de efetivação”, avalia Ronaldo dos Santos.

O setor supermercadista do Estado de São Paulo abriu 12.193 novos postos de trabalho entre os meses de janeiro a agosto de 2021, o que representa 46% de todos os empregos abertos no comércio durante este ano. Segundo análise feita pela Associação Paulista de Supermercados (APAS), com base nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), o essencial setor supermercadista do Estado de São Paulo atualmente emprega 579.138 pessoas.

Na região de Araçatuba, a estimativa da APAS é de que mais de 8 mil pessoas estejam empregadas diretamente em supermercados.

 

Veja também

Birigui lança projeto de robótica e qualificação profissional para integração nas indústrias

DA REDAÇÃO – BIRIGUI No mês em que completa 110 anos de fundação e 100 …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *