Região de Araçatuba deve receber mais de 11 mil doses da vacina contra a covid-19 nesta semana

Compartilhe esta notícia!

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

A previsão é de que cerca de 11 mil doses da CoronaVac, vacina produzida pela Instituto Butantan, de São Paulo (SP), em parceria com o laboratório chinês Sinovac, devem ser destinadas à região da DRS II, a Diretoria Regional de Saúde de Araçatuba.

As doses serão utilizadas para a primeira fase da imunização contra a covid-19, que terá como público-alvo os profissionais de saúde da linha de frente do combate à doença, além de indígenas e quilombolas.

Estas doses serão distribuídas entre os municípios da região, sendo que Araçatuba, o maior município da DRS II, deve ficar com aproximadamente 3.600 doses nesta primeira remessa, que servirá para imunização dos trabalhadores da área da saúde.

A expectativa no município é que as doses cheguem nesta semana para o início da vacinação, conforme previsão do estado do São Paulo divulgada nesta terça-feira, de que todos os municípios terão suas doses iniciais o final da semana.

Há previsão de que Birigui fique com aproximadamente 1.300 doses em um primeiro momento. Outras 960 devem ir para Andradina, sendo que Penápolis deve ter 840 e Guararapes 320 doses inicialmente, dentre as principais cidades da região.

Em algumas cidades já há um plano para aplicação das vacinas, que deve ser colocado em prática tão logo cheguem às primeiras doses na cidade.

A grade oficial de distribuição para a região deve ser divulgada ao longo da semana pelo governo do estado de São Paulo.

Araçatuba

Em Araçatuba, por exemplo, há a previsão de que a primeira fase da campanha de vacinação dure até o dia 28 de março, sendo que a primeira remessa será destinada aos profissionais de saúde com maior risco biológico, que são aqueles que estão em contato mais direto com o vírus nas áreas de saúde (hospitais, prontos-socorros e UBSs) localizadas no município.

Os profissionais que receberão primeiro a vacina são os que atuam na Santa Casa de Misericórdia de Araçatuba, Hospital Unimed, Hospital Central, SAMU, Pronto Socorro, Hospital Ritinha Prates, Ambulatório de Especialidades (AME), Centro Espacialização em Atenção Psicossocial- CEAPS, Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), Ambulatório de Infecção Sexualmente Transmissível (IST), Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), Assistência Especializada e Vigilância Epidemiológica. Inicialmente, as doses aplicadas em profissionais de saúde serão dadas no próprio local de trabalho.

Conforme as demais remessas forem chegando, outros postos serão abertos, como os dois shoppings, o Posto da Polícia Militar no bairro São José, o Lar Caminho de Nazaré e o CRAS do Etemp. A previsão é de que haja drive thru em locais como Recinto de Exposições Clibas de Almeida Prado, Araçatuba Shopping e no estacionamento do Núcleo de Gestão Assistencial.

Nestes locais, serão vacinados os demais grupos de risco, como idosos acima de 60 anos, indígenas e quilombolas.

Outros municípios

Em Birigui, conforme o jornal O LIBERAL REGIONAL publicou na edição do último domingo, serão 12 locais de vacinação e a prioridade será para profissionais da saúde.

Estes trabalhadores terão que se encaminhar às UBSs para serem vacinados, de acordo com informações divulgadas no final da última semana.

Andradina também planeja vacinar primeiramente os profissionais da saúde que estão na linha de frente no combate à pandemia, sendo que idosos com mais de 75 anos serão os primeiros a serem vacinados após este grupo, assim como ocorre também em Araçatuba e Birigui.

305 mil doses foram distribuídas pelo estado nesta terça-feira

O Governo do Estado de São Paulo distribuiu nesta terça-feira (19) mais de 305 mil doses da vacina do Butantan, para seguimento da campanha de imunização contra COVID-19 iniciada no domingo.

Ontem saíram as primeiras grades para 28 locais das regiões da Grande São Paulo, Sorocaba e Vale do Paraíba.

As remessas foram diretamente a 26 Prefeituras de cidades com mais de 30 mil habitantes e a outros dois Grupos de Vigilância Epidemiológica regionais que farão a subdivisão para cidades menores em suas áreas de atuação.

Ontem também, o governador de São Paulo, João Dória (PSDB), esteve no Hospital de Base de São José do Rio Preto e no Hospital das Clínicas de Marília, para o início da vacinação nestes locais.

A divisão das grades foi baseada no quantitativo proporcional de vacinas previsto para São Paulo conforme o PNI.

O total de 1 milhão e 500 mil doses é a referência para trabalhadores de saúde baseado na última campanha de vacinação contra a gripe. Esta mesma referência é utilizada para cálculo das grades regionais e para cada cidade.

“Até a próxima sexta-feira (22) teremos finalizado as entregas nos municípios e nos 25 centros de distribuição regionais para abastecer as 645 cidades do estado. Há cerca de três meses temos nos dedicado a organizar esta campanha, que agora começa com a priorização dos nossos heróis da saúde”, disse, nesta semana, o Secretário de Estado da Saúde, Jean Gorinchteyn. (Com informações do Governo de SP)


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Hospitais vão suspender cirurgias eletivas com fase vermelha

Compartilhe esta notícia!DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA Como forma de priorizar os atendimentos para pacientes com …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *