Home Cidades Araçatuba Praia da Atalaia: união perfeita de turismo com meio ambiente

Praia da Atalaia: união perfeita de turismo com meio ambiente

7 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

RAFAEL BRAIS/MTUR – BRASÍLIA

A visita à Praia da Atalaia é um dos atrativos mais procurados do Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha (PE). O passeio, que segue os critérios de preservação ambiental e os protocolos de biossegurança, precisa ser agendado no Centro de Visitantes do Parque, próximo do Projeto Tamar. É permitido o acesso de apenas 96 pessoas por dia, divididas em seis 6 grupos de 16 visitantes. Para chegar a esse paraíso da Ilha, é preciso encarar a Trilha da Atalaia que, no trajeto mais curto, de 1.500 metros, exige dos turistas uma caminhada de 30 minutos. Cansa um pouco, mas vale a pena cada segundo da aventura!

A Praia da Atalaia é famosa por abrigar piscinas naturais, formadas durante os períodos de maré baixa, funcionam como berçários em que a vida marinha se desenvolve. Com uma grande variedade de peixes, algas e corais, costumam ser locais ideais para entrar em contato com a natureza, contemplar a biodiversidade ou praticar o snorkeling. Para preservar esse ambiente marinho e garantir a qualidade da experiência do visitante, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) monitora as piscinas naturais e controla o acesso diariamente. Uma vez que a visitação só é possível na maré seca, o agendamento é uma forma preservar e garantir o ingresso ao maior número de visitantes possível.

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, destacou as belezas naturais de Fernando de Noronha em sua visita ao arquipélago e garantiu empenho para que todo o potencial local seja revertido em emprego e renda para a população. “As atividades turísticas nas praias de Fernando de Noronha comprovam que é possível aliar o turismo à preservação do meio ambiente”, disse. “O Governo Federal tem todo o interesse em cuidar não só da infraestrutura da Ilha como, também, da população local”, declarou.

ACESSO

Para chegar às piscinas naturais da Atalaia, o turista vai encarar uma trilha de 1.500 metros. São cerca de 30 minutos de caminhada no meio de uma trilha. Os guias locais sempre reforçam dicas importantes, como usar tênis, levar água lanche e não encostar nas chamadas burras-leiteiras, árvores que podem queimar a pele. É preciso ficar atento às pedras no decorrer do caminho. Nas piscinas naturais, o colete se encarrega de garantir a flutuação dos visitantes, já que é expressamente proibido encostar no fundo para não afetar peixes, polvos, corais, etc.

De acordo com o ICMBio, várias regras precisam ser seguidas durante a visita. Após agendar seu horário, é preciso chegar 30 minutos antes do horário marcado; é obrigatório o uso de snorkel e de colete. Além disso, é proibido o uso de protetor solar e de pau de selfie na água; não é permitido consumir bebida alcoólica, utilizar caixa de som, guarda-sol ou cadeiras de praia.

O estudante de medicina Gustavo Torres Araújo, que é de Alagoas, ficou impressionado com a beleza da Praia do Atalaia e destacou os cuidados com a preservação do meio ambiente. Ele elogiou as normas de biossegurança. “É um lugar fantástico, muito preservado e dá para ver muitas espécies de peixes. Que continue esse trabalho bonito que estão fazendo aqui”, relatou.

Araújo falou também da importância da retomada das atividades turísticas. “O turismo é muito importante não só como fonte de renda para a população local, mas é um atrativo que envolve tudo. Além disso, divulga nossas riquezas não apenas para a população brasileira como para os estrangeiros que vêm conhecer nossas belezas naturais”, afirmou.

ALERTA – Caminhada pela trilha que dá acesso a Praia da Atalaia, em Fernando de Noronha
Crédito: Rafael Brais/MTUR

 

 

DISPOSIÇÃO – Gustavo Torres Araújo fez a caminhada de 30 minutos para chegar à Praia da Atalaia

Compartilhe esta notícia!