PLANTIO - Voluntárias da ONG plantam ipê-amarelo no centro da praça, em homenagem às vítimas da covid DIEGO FERNANDES

Plantio de árvores em homenagem às vítimas da covid-19 marca dia do meio ambiente em Araçatuba

Compartilhe esta notícia!

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

Uma manhã de muita emoção, homenagens e cuidado com o meio ambiente ocorreu neste sábado (5), na zona sul de Araçatuba. A ONG BPW Araçatuba (Business and Professional Women) realizou o plantio de 17 mudas de ipês em alusão a vítimas da covid-19 que moravam no município. Familiares dos homenageados ajudaram no plantio das árvores. A ação fez parte da comemoração do dia mundial do meio ambiente, que foi lembrado ontem.

O evento ocorreu na praça Natal Drigo, que fica na confluência entre a avenida Saudades e a rua Duque de Caxias, próximo a uma das saídas de Araçatuba, e foi organizado pela ONG BPW, que há 3 anos atua no município, mas que tem uma história de mais de 90 anos de atuação no mundo.

Foram plantados diversos ipês brancos (Tabeluia Rosealba), cada um homenageando vítimas da covid-19, além de um ipê amarelo (Handroanthus Albus) no meio da praça, para representar a esperança, a vida, e como homenagem aos profissionais de saúde que estão lutando dia a dia para salvar pessoas acometidas pela pandemia.

Segundo a presidente da BPW Araçatuba, Deisi Victor, o projeto idealizado pela ONG juntou o dia mundial do meio ambiente e seu alerta da importância de que o homem mantenha os seus ecossistemas, com homenagens a pessoas marcantes do município que perderam a batalha para a covid-19.

“Hoje é o dia mundial do meio ambiente e é um projeto onde a gente interligou o dia mundial do meio ambiente com uma homenagem a todos os profissionais da saúde e todas as vítimas da covid. A gente ofereceu cada Ipê-Branco para uma família conhecida, também para as desconhecidas. Tem o Ipê-Amarelo, que é homenagem a todos os araçatubenses que foram vítimas da covid, e a todos os profissionais de saúde que fazem parte desta dedicação”, afirmou Deise durante o plantio das mudas na praça.

De acordo com Deise, a ONG BPW Araçatuba adotou a praça Natal Drigo junto à prefeitura e cuidará da manutenção do local. A ideia é transformar o espaço em um local público de lazer e com qualidade de vida.

“A gente adotou essa praça na prefeitura, e agora a gente vai começar a cuidar dela em todos os sentidos, desde a pavimentação de passeios, cuidado comas árvores. E isso daqui pro meio ambiente e para toda a população é um ganho muito grande”, afirmou Deise. “Queremos fazer daqui um ambiente de relacionamento, de boas lembranças, porque eles só deixaram boas lembranças, todos eles que se foram”, completou.

A ONG também fará um projeto com abelhas jataí, que são abelhas sem nenhum tipo de ferrão no local. Esta espécie é importante na preservação do meio ambiente, além de manter importante papel na fruticultura, polinização e produção de mel.

Evento

Para o plantio de árvores foi montado um pequeno palanque, onde membros da ONG BPW Araçatuba falaram sobre a importância do plantio dos 17 ipês para o meio ambiente e para o município.

Cerca de 100 pessoas acompanharam a ação, que durou entre 9h e 11h da manhã deste sábado (5), todas observando o distanciamento e o uso de máscaras durante a cerimônia.

Após a fala das dirigentes da ONG, um violinista sonorizou o momento de plantio dos ipês. Cada um levava uma placa em homenagem a uma vítima da covid-19. Os próprios familiares fizeram o plantio, em um clima de muita emoção.

Homenagens

Gabriela Bernardes Rufo perdeu a mãe, Elizabeth Chagas Bernardes, que era empresária do ramo de doces e chocolates, no último dia 11 de março, aos 67 anos, vítima da covid-19. Ela ajudou no plantio do ipê-branco, que contou com uma placa em homenagem à sua mãe e acredita que este tipo de atitude ajudou a confortar seu coração pela perda, ainda recente, de Bethinha.

“A minha mãe sempre foi uma pessoa muito alegre, muito viva, e ela está diariamente em todos os lugares, tanto na Bethinhas, nos nossos corações, e poder estar aqui e poder eternizar com o meio ambiente também a presença dela, essa presença física que é esse ipê maravilhoso, é gratificante, conforta um pouco os nossos corações. Dia após dia a gente vai superando tudo isso”, declarou Gabriela, que junto com seu marido, Thiago Rufo, fez o plantio do ipê branco em homenagem à sua mãe.

Já para Wladimir Baptista Neto, que perdeu o avô, Wladimir Baptista, aos 84 anos, em junho do ano passado, afirmou que a árvore que leva o nome dele é uma homenagem ao seu trabalho. Empresário do ramo farmacêutico, “Seu Miro”, como era conhecido, teve uma vida dedicada ao bem estar das pessoas.

“Era uma pessoa muito querida, e para nós familiares ver essa homenagem que ele teve aqui com essa plantação da árvore, isso serve pra gente ver o carinho que todos tem por ele”, disse Neto. “É um momento de emoção muito grande. Mas o que importa são os bons momentos que nós passamos todos juntos, o amor incondicional que ele sempre teve pela família e as pessoas de Araçatuba”, concluiu emocionado.

Sobre os ipês

Os ipês foram plantados de forma espaçada na praça. O ipê branco pode atingir entre 7 e 16 metros de altura e costuma florescer entre os meses de agosto e outubro, enquanto o ipê amarelo atinge uma altura de 6 a 14 metros, com tronco de 40cm a 50 cm de diâmetro e costuma florescer entre os meses de julho e setembro. As duas árvores demoram, em media, cerca de 4 anos para dar as primeiras flores.

 

HOMENAGEM – Gabriela Bernardes Rufo, e seu marido Thiago Rufo, plantaram ipê-branco em homenagem à sua mãe
DIEGO FERNANDES
: LEGADO – Wladimir Baptista Neto crê que legado de seu avô ficará sempre vivo através de árvore em sua memória
DIEGO FERNANDES

Compartilhe esta notícia!

Veja também

Adultos a partir de 50 anos começam a ser vacinados hoje

Compartilhe esta notícia!DIEGO FERNANDES  – ARAÇATUBA Araçatuba vai iniciar nesta quarta-feira (16) junto com o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *