14 C
Araçatuba
sábado, agosto 13, 2022

Planejamento faz primeira reunião para viabilizar recuperação do Centro Histórico

Membros da Câmara Setorial de Patrimônio Histórico do CMPCA, o Conselho Municipal de Políticas Culturais de Araçatuba, participaram de uma reunião na Secretaria de Planejamento Urbano e Habitação de Araçatuba, na manhã desta segunda-feira, para tratar sobre a revitalização do Centro Histórico da cidade, que está sendo planejada pela Prefeitura Municipal.
Durante o encontro, o secretário da pasta, Ernesto Tadeu Consoni, explicou às representantes da Câmara Setorial sobre os planos do Poder Executivo de retirar a estrutura da antiga estação ferroviária de Araçatuba, localizada em frente à Loja Havan, e a partir desta ação realizar uma série de melhorias na área central da cidade, buscando a interligação das Zonas Sul e Norte do município e a valorização dos prédios próximos.
Em conversa com a reportagem do Jornal O LIBERAL REGIONAL, Consoni afirmou que a construção da plataforma de embarque tem problemas estruturais e revitalizá-la ficaria muito caro. “Aquela plataforma foi feita na década de 60, no auge da ferrovia, e já era uma plataforma grande para Araçatuba na época. Hoje ela está lá e demanda um alto custo para sua recuperação estrutural. A gente entende que ela está ali dividindo a cidade, a Zona Norte da Zona Sul. Os imóveis da Rua Castro Alves, Newton Prado, Padre Manoel, estão desvalorizados por conta disso, ninguém investe naquela área, não tem valor comercial e nem residencial”, afirmou.
Segundo o secretário de planejamento de Araçatuba, a intenção da administração municipal é transformar o local, sem a estrutura da estação ferroviária, para que a população tenha motivos para frequentá-lo. “Pergunta pra alguém se já passou por aquela área nessa última década andando!? Você vai encontrar poucas pessoas. Nossa intenção é que as pessoas que forem à Praça Rui Barbosa desçam para lá, um local iluminado, com uma alameda cívica e com um memorial ao ferroviário. Nós queremos que essa área apareça”, disse.
Tadeu Consoni explicou que a administração já fez consultas à população da cidade e, segundo ele, a grande maioria dos araçatubenses não querem a permanência da plataforma de embarque.

Andamento do Projeto
Na reunião com as representantes da Câmara Setorial, Consoni afirmou que o Projeto ainda está caminhando e há a possibilidade de ser feito um concurso público para a apresentação de planos de revitalização para a área. O secretário cobrou agilidade no andamento das próximas reuniões, afirmando que precisa realizar as obras o quanto antes. O secretário comparou o caso com o do Hospital Modelo, demolido em 2013, e que depois de 6 anos ainda não foi dada uma destinação ao terreno onde se localizava o prédio. “Hospital Modelo demoliu e até hoje tá lá. O pensamento é o seguinte, só faz se tiver projeto e recursos, se não tiver o recurso, não demole nada”, comentou.
Durante a conversa, Consoni estimou um valor de aproximadamente R$ 3 milhões para o desenvolvimento de um bom projeto de revitalização que incluiria, entre outros pontos, uma melhora na mobilidade da área, uma melhor ligação entre as Zonas Norte e Sul da cidade, além da retirada também do Terminal Rodoviário, localizado logo atrás do prédio da estação ferroviária. ” O valor é próximo a isso (R$ 3 milhões), depende do que vai ser feito né, o material utilizado, vai ser tudo estudado. O projeto pode ser mexido também”, afirmou o secretário.

Outro lado
A Câmara Setorial de Patrimônio Histórico vai convocar uma reunião extraordinária do Conselho Municipal de Políticas Culturais de Araçatuba para esta quarta-feira, dia 17, para discutir o assunto, conforme afirmou a membra da Câmara Setorial, Patrícia Tabith, que esteve presente na Secretaria de Planejamento. “A (Câmara) Setorial vai levar agora ao Conselho, como um todo, que é um órgão consultivo e deliberativo. Só depois desta reunião do Conselho é que nós deveremos ter um outro encontro, desta vez com o prefeito, já com uma opinião mais global do grupo todo a respeito da condução do processo”, disse Patrícia, afirmando que caso a reunião do conselho aconteça na quarta, um novo encontro na Prefeitura, com o prefeito Dilador Borges, pode ocorrer já no início da semana que vem.
Patrícia Tabith acredita que a sociedade deve ser consultada. “Nós temos que ouvir mais pessoas a respeito do que elas desejam para a cidade. E nós gostaríamos de participar não só partindo do pressuposto da retirada ou da permanência (do prédio da estação ferroviária), mas de quanto isso pode trazer de benefício para a sociedade, para a economia local, e pra sociedade como um todo”, completou Patrícia.

DIEGO FERNANDES
Araçatuba

Ultimas Noticias