22.2 C
Araçatuba
sexta-feira, maio 20, 2022

Palco de infestação de escorpiões já recebeu 21 visitas de equipes de limpeza somente neste ano

A primeira impressão, para quem chega, é desoladora. Um verdadeiro lixão a céu aberto. Assim está a rua Paranapanema, na continuação com a avenida Café Filho, bairro Jardim Ouro Preto, em Araçatuba.
Daquele trecho da cidade, tem partido muitas das reclamações envolvendo a presença de escorpiões, assunto que virou um desafio para as autoridades de saúde do município nos últimos anos.
Esta combinação indesejável – sujeira em excesso e infestação de animais peçonhentos – motivou a apresentação de requerimento na Câmara Municipal. Pedido de informações apresentado pelo vereador Lucas Zanatta (PV) no dia 14 de novembro cobrava da Prefeitura limpeza no local, a fim de eliminar o descarte ilegal de lixo.
No entanto, a resposta da administração municipal, encaminhada ao Legislativo no último dia 12, surpreendeu a todos. De acordo com a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos, somente neste ano, o trecho denunciado já recebeu 21 visitas de equipes de limpeza da Prefeitura – a última delas ocorrida no dia 11 de dezembro. Em média, foram feitos dois serviços a cada mês. Na última quinta-feira, O LIBERAL REGIONAL esteve no local e constantou o acúmulo de lixo na via. Há entulho, sofás, garrafas plásticas, resíduos domésticos, enfim, uma grande variedade. No momento em que a reportagem visitava o ponto, um morador ateava fogo naquela região.
Para setores do Executivo, o caso observado na rua Paranapanema é um exemplo de falta de conscientização e mostra a necessidade de haver sanções para quem descarta, de forma ilegal, lixo e entulho. O vereador Zanatta concorda com essa tese e ressalta que, para quem mora na Paranapanema, há ecopontos próximos, nos bairros Claudionor Cinti e no Lago Azul. “Pelo requerimento, dá para entender também o custo que o município tem com essas manutenções, em termos de gasto com pessoal, combustível e hora-máquina para fazer a limpeza. Então, é um círculo vicioso que ocorre”, avalia o parlamentar do Partido Verde.
Ainda na resposta ao requerimento, a Prefeitura diz que os guardas municipais não possuem atribuições para aplicação de multa ambiental. Em 2018, Araçatuba registrou 1.162 acidentes relacionados a picadas desses aracnídeos, com duas mortes, todas elas crianças.
No caso da rua Paranapanema, a falta de conscientização vai além da sujeira. No documento enviado à Câmara na semana passada, a Prefeitura informa que, ali, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade já chegou a instalar placas informativas, a fim de disciplinar e combater o descarte irregular de lixo e entulho. No entanto, diz o Executivo, foram furtadas ou alvo de atos de vandalismo.

Prefeitura monta força-tarefa contra escorpião

Em nota distribuída nesta semana à imprensa, a Prefeitura de Araçatuba informou que, na tarde da última quarta-feira, foi feita capacitação rápida de profissionais de diversos setores públicos e privados com o intuito de montar uma forte brigada de combate ao escorpião. O encontro reuniu cerca de 70 pessoas no Paço Municipal, entre servidores públicos municipais, profissionais e membros de instituições.
De acordo com Priscila Cestaro, enfermeira responsável pela Vigilância Epidemiológica Municipal de Araçatuba, a capacitação busca unir esforços para diminuir ocorrência de acidentes, além de chamar o engajamento de todos os profissionais da saúde e de outras secretarias e departamentos municipais, bem como os chamados brigadistas, que são os profissionais que já foram capacitados no controle da dengue.
Priscila reforça que esse compromisso não se restringe apenas a servidores públicos, mas a Prefeitura também está chamando a participar profissionais particulares, terceirizados e de outras instituições.
“Este movimento é uma resposta da Secretaria Municipal de Saúde de Araçatuba frente ao aumento significativo na quantidade de acidentes com escorpiões na cidade, quando a administração municipal então inicia o trabalho em caráter de urgência, para que sejam realizadas ações de combate. Um dos aspectos desta iniciativa é o Projeto Atitude, que apesar de ainda estar em construção, já foi posto em execução. É essa atitude de empenhar os diversos setores da sociedade e da administração pública na luta contra o escorpião.”

ARNON GOMES
Araçatuba

Ultimas Noticias