15.4 C
Araçatuba
quarta-feira, maio 25, 2022

OTIMISMO- REQUISITO DE SOBREVIVÊNCIA DA NOVA ERA

FERNANDA COLLI

O caos enfrentado pela humanidade e a luta para adentrarmos nesse “novo mundo” requer resiliência e principalmente flexibilidade para lidar com situações adversas. Podemos dizer que quem é pessimista sofre para se adaptar. Quem vive a vida certo das ideias e cheio de certezas pode ter grandes problemas para sobreviver aos impactos causados pelo inesperado. E a vida é cheia de novas situações e imprevistos.
Os valores e crenças do indivíduo e a sua forma de ver o mundo estão relacionadas ao otimismo ou ao pessimismo. O otimista adota uma visão equilibrada ao encarar os problemas e o pessimista só enxerga o problema e os aspectos negativos, como senão houvesse solução.
Se partirmos para o princípio de que nada tem solução, focando apenas os pontos negativos, somos inconscientemente atraídos por eles. Um mundo sob a ótica negativa acaba estagnado na ideia de que nada mais dará certo. E se assim for interpretado, realmente não dará.
Uma boa maneira de desenvolver o otimismo é ficar próximo de pessoas que tenham positividade e otimismo e se espelhar no comportamento delas. Não só o pessimismo, mas o otimismo é contagioso!
Quando você foca nas coisas positivas, mais coisas boas aparecem pra você. Quando você reclama das coisas, acha tudo ruim é como se você tivesse clamando por coisas ruins, ou seja, quando você foca numa direção, a sua energia corre para lá.
Um ponto importantíssimo é ter um objetivo claro e definido na vida, um propósito maior. A maioria das pessoas pessimistas não têm objetivos, não encontram um significado mais amplo da vida. Essas pessoas acabam estacionando na vida.
Para que uma pessoa possa aprender a ter flexibilidade e autocrítica em relação ao pessimismo é interessante pensar que não se deve deixar de ter opiniões pessimistas. Isso é útil, interessante e inteligente. Mas ninguém deve ter apenas uma opinião. Ser flexível, ter capacidade de adaptação, poder criticar as próprias ideias, ser capaz de mudar de opinião é a chave para o sucesso na vida, no trabalho, nas relações.
Que possamos sempre tirar algo positivo com relação às situações adversas: “ou acerto ou aprendo”. Trata-se de uma afirmação de grande sabedoria e otimismo.
Viver é poder mudar para se adaptar sempre. E para se adaptar temos sempre ser positivo. Otimismo sempre: característica essencial para nossa adaptação, nossa sobrevivência, nosso sucesso.

Fernanda Colli pedagoga, psicopedagoga, Arte Educadora, presidente do Conselho Municipal de Cultura.

Ultimas Noticias