14.1 C
Araçatuba
quarta-feira, agosto 10, 2022

Missa do Jubileu de Prata da Diocese reúne fiéis vindos de toda a região

No último sábado (23), na Catedral Nossa Senhora Aparecida, em Araçatuba, o bispo diocesano d. Sérgio Krzywy, o bispo de Assis, d. Argemiro Azevedo (pároco em Araçatuba entre 2003 e 2016) e todo o clero se reuniram para louvar pelo 25º aniversário de criação da Diocese.
Durante a celebração, que reuniu centenas de fiéis de todas as 19 cidades da Diocese, o bispo diocesano salientou a missão do povo diocesano. “Ao olharmos a criação da nossa Diocese, em 1994, recordamos a dinâmica nova para o cuidado mais próximo do povo de Deus. A responsabilidade é o presente que Deus nos dá, que é cuidar do seu rebanho, como uma igreja em saída e alegre por servir”, afirmou.
Ainda na celebração, o pároco da Paróquia Santo Antônio de Pádua, em Araçatuba, padre Charles Borg, que à época da criação da Diocese era o vigário episcopal e principal articulador da viabilização da criação, contou a história, desde a necessidade de desmembrar a Diocese de Lins até a visita do Núncio Apostólico (embaixador do Vaticano), a qual consolidou a criação. Foi apresentada ainda a bula papal Progrediens Usque, decretada em 1994 pelo papa João Paulo 2º, hoje canonizado.

VIVA
Para o padre Charles Borg, a Diocese de Araçatuba é mais que uma realidade, e sim vive uma plenitude em suas ações pastorais. “Em 25 anos a Diocese de Araçatuba já ofereceu três bispos à Igreja: d. Eugênio Rixen, d. Arnaldo Carvalheiro e d. Argemiro. O curso de teologia para leigos acontece há 25 anos ininterruptos, formando leigos e os capacitando. Destaco ainda a formação constante do clero.Temos padres em mobilização ativa em todos os municípios da diocese. Conseguimos estabelecer comunhão pastoral com a Diocese de Coroatá (MA). Todos esses fatores fazem a Diocese de Araçatuba muito viva no Estado de São Paulo”.

A DIOCESE
A Diocese de Araçatuba atualmente conta com 33 paróquias, distribuídas em 19 cidades: Araçatuba, Andradina, Bento de Abreu, Birigui, Bilac, Brejo Alegre (capela), Coroados, Castilho, Gabriel Monteiro, Guaraçaí, Guararapes, Lavínia, Mirandópolis, Murutinga do Sul, Nova Independência (capela), Piacatu, Rubiácea, Santópolis do Aguapeí e Valparaíso.
O primeiro bispo diocesano foi d.José Carlos Castanho de Almeida, que veio da Diocese de Itumbiara (GO) e permaneceu à frente da Igreja de Araçatuba até 2003, quando apresentou pedido de renúncia de idade, tornando-se bispo emérito. Atualmente d. José vive com a família em Sorocaba, tendo 88 anos.
Enquanto a diocese estava vacante, foi nomeado, em 06 de outubro de 2003, o então bispo coadjutor da Diocese de Assis, d. Maurício Grotto de Camargo, que atuou como administrador apostólico até 28 de agosto de 2004.
O atual bispo, d. Sérgio Krzywy, assumiu como o segundo bispo local em 28 de agosto de 2004, permanecendo até os dias atuais. A Diocese de Araçatuba pertence à Província Eclesiástica da Arquidiocese de Botucatu, atendendo uma população estimada em 502 mil pessoas e fazendo limite com as dioceses de Marília, Lins, Jales, Votuporanga e Três Lagoas (MS).

DA REDAÇÃO
Araçatuba.

Ultimas Noticias