VISITA - Secretário prometeu visita de Dória à região para inauguração de obras em vicinais

Marco Vinholi afirma que avanço da vacinação é única solução para maiores flexibilizações na economia

Compartilhe esta notícia!

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

O secretário de desenvolvimento regional do estado de São Paulo, Marco Vinholi, condicionou a maior flexibilização das atividades comerciais consideradas não essenciais ao avanço maior da vacinação em todo o estado.

Em entrevista exclusiva à reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL, Vinholi disse que a reabertura das atividades está sendo feita de forma cuidadosa e destacou a importância do toque de recolher na visão do estado, já que este período de restrição de circulação tem sido lavo de críticas principalmente por donos de bares e restaurantes, que estão impossibilitados de funcionar até mais tarde na pandemia.

O membro do governo estadual, que é o responsável por se aproximar das prefeituras para um diálogo sobre investimentos e sobre flexibilização ou não de atividades, disse que a maior preocupação do estado neste momento é aumentar o número de vacinados. Marco Vinholi disse que só assim poderá garantir que não haverá novos períodos de fechamento de lojas e demais atividades.

“Nós sabemos que o que vai nos trazer de volta essa retomada e esse desenvolvimento é a própria vacinação. Por isso que o governo João Dória, desde o primeiro momento, investiu nisso. Pra gente ter de volta o índice de consumo, a abertura plena do nosso comércio, é através dessa vacinação que nós vamos conseguir”, afirmou o secretário.

Em Araçatuba, a UECAR e o Sindicato dos Hoteis, Restaurantes, Bares e Similares está tentando junto às autoridades do município e do estado uma flexibilização maior para abertura dos estabelecimentos até às 23h. A justificativa é a sobrevivência destes estabelecimentos, principalmente daqueles que dependem do funcionamento presencial noturno para sobreviver.

Este período de abertura pedido, porém, esbarra no atual decreto que institui o toque de recolher em todo o estado, que vai das 21h às 5h. Ao ser perguntado sobre isto, o secretário Marco Vinholi defendeu a medida tomada pelo governo e diz que o toque de recolher, que antes era das 20h às 5h, foi fundamental na queda dos índices da pandemia nas últimas semanas.

“O toque de recolher é fundamental, sobretudo para as aglomerações irregulares que ocorrem à noite, seja festas ou outros tipos de situação, esse toque de recolher somando à fiscalização tem melhorado sim, com a noção de que toda a sociedade também faz parte deste processo de fiscalização e mobilização”, afirmou Vinholi. “Mesmo com o avanço da vacinação no nosso território ainda é um vírus que está impactando a vida das pessoas em todo o estado, estamos em um momento de cautela ainda”, completou.

Sobre as demais medidas sanitárias, como por exemplo o limite de permissão de 30% de clientes nos estabelecimentos comerciais, Vinholi afirmou que é necessário fazer a reabertura de forma gradual, para que não haja nova regressão nos índices da pandemia.

“Nós tivemos uma melhora nos indicadores ao longo deste último período, mas ainda com muita cautela fazendo essa reabertura. É fundamental que a gente possa seguir com as medidas de ordem sanitária e com isso, pouco a pouco, a gente ir fazendo de maneira responsável essa diminuição das restrições”, explicou.

Atualmente, o índice de ocupação de UTIs na região de Araçatuba está em aproximadamente 78%, praticamente o mesmo índice registrado em todo o estado, de maneira geral.

Agronegócio salvando economia

O secretário Marco Vinholi elegeu o agronegócio como o único ponto que manteve a economia paulista mais ativa nos períodos mais restritos da pandemia. Ele citou investimentos do estado nos municípios, como as vicinais, por exemplo, que são importantes para a manutenção do bom rendimento deste setor.

“Nós tivemos através do agronegócio um grande pilar de sustentação da economia do nosso estado ao longo deste período, isso tem sido também na região de Araçatuba uma vertente importante”, afirmou. “Já está em licitação, todas essas 21 vicinais aí (na região de Araçatuba), nós esperamos ter a ordem de serviço ainda neste primeiro semestre para que as obras possam ser iniciadas. Só para a região de Araçatuba são mais de R$ 100 milhões em investimento”, disse.

O secretário disse também que, assim que sair as ordens de serviço para início da recuperação de estradas vicinais, o governador João Dória e parte de sua equipe de governo virá a Araçatuba para o início da execução dos trabalhos. Atualmente estas obras estão em processo de licitação.

“Elas estão em licitação e tão longo tenha a ordem de serviço, nós estaremos presentes podendo fazer estes avanços para a região e para o município de Araçatuba”, prometeu.

O pacote lançado para a recuperação de vicinais contempla, ao todo, três estradas de Araçatuba. Na fase 1 será feita obra na vicinal ART-435, que liga a rodovia Elyeser Montenegro Magalhães ao Porto Fluvial. Na fase 2 serão feitas obras nas vicinais Caram Rezek e Nametala Rezek. Outras estradas municipais de cidades como Nova Luzitânia, Santo Antônio do Aracanguá, Guararapes, dentre outras, serão reformadas.

 

21h – Estabelecimentos noturnos, como restaurantes, só podem abrir até 21h com medidas atuais

Compartilhe esta notícia!

Veja também

Policiais municipais e militares doam sangue no Hemocentro de Araçatuba

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – BIRIGUII Integrantes da Polícia Municipal e da 4ª Cia da …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *