EVENTO - Celebração na Santa Casa lembrou o Dia da Prematuridade, lembrado nesta quarta (17)

Mamães participam de evento sobre a prematuridade e celebram a vida de seus filhos na Santa Casa

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

Como uma forma de celebração à vida, diversas mães cujos bebês venceram a batalha contra a prematuridade, estiveram em um evento promovido pela Santa Casa de Araçatuba, ocorrido nesta terça-feira (16). O evento foi em celebração ao Dia Mundial da Prematuridade, lembrado hoje, dia 17 de novembro.

As mamães e seus filhos compartilharam entre si a experiência que tiveram ao levar o susto de ter um filho de forma prematura, e elogiaram o atendimento dado pela UTI Neonatal da Santa Casa de Araçatuba.

José Otávio Bonilha Morais completou 3 anos de idade nesta terça-feira. Em 2018, o menino nasceu após apenas 34 semanas de gestação e com apenas 2,4kg. Sua mãe, Jéssica Alexandrina Bonilha, conta que, ao todo, ele precisou ficar 18 dias na UTI após o nascimento.

“Eu comecei a sentir a contração, eu ganhei ele em Buritama, e ele foi transferido para cá. Ele começou a querer nascer mesmo. Ele ficou 18 dias na UTI”, afirmou a mãe.

Ela conta que o menino deixou a UTI pesando quase 3kg e agradeceu ao atendimento recebido na Santa Casa durante o período de internação.

“O atendimento foi muito bom, tratou a gente bem. Ele deu convulsão, teve parada, mas graças a Deus não ficou com nada de sequela”, comemorou Jéssica, que mora com a família em Brejo Alegre.

A mesma experiência viveu o garoto Shouta Benício Goto, de apenas 6 meses, que nasceu com 33 semanas e pesando 2,440kg. O nascimento ocorreu um mês e meio antes do previsto e, por isso, a mamãe Ana Beatriz Kazuko Goto não pode levá-lo para casa, em Bilac, após o parto.

Ela conta que ele precisou ser internado por duas vezes por ter sofrido algumas complicações.

“O pulmãozinho dele ainda não estava preparado, então precisaram fazer o surfactante nele, depois ele ficou entubado por uma semana. E assim que extubou ele, precisou continuar na UTI porque ele teve enterocolite, e ele ficou na UTI mais 35 dias mais ou menos. Ele teve uns 40 dias de internação, e saiu pesando 2,230 kg. Aí ele ficou 10 dias em casa comigo e teve broncopneumonia, e o pulmão dele começou a diminuir e ele teve que ser internado de novo aqui na Santa Casa, e aí foi mais 15 dias de tratamento”, contou.

Ana Beatriz contou que foi sua primeira experiência neste sentido, já que nos outros dois partos que teve as coisas correram mais naturalmente.

“Foi um susto muito grande, tenho outros dois filhos, mas eles nasceram de 42 semanas em um parto normal, então é tudo muito novo, mas só de ver ele bem hoje em dia é satisfatório”, comemorou.

Ela também elogiou o trabalho feito pela UTI Neonatal da Santa Casa e celebra que, hoje, o garoto já está com mais 9 kg.

“A atenção de todas as médicas, as enfermeiras, o apoio que elas deram para mim e para minha família foi essencial. Hoje em dia ele pesa 9,120 kg e sem nenhuma sequela”, concluiu.

Prematuridade

Em todo o mundo, um em cada dez bebês nasce prematuro, o que significa que cerca de 15 milhões de crianças nascem antes do tempo.

No período entre outubro de 2020 e outubro de 2021, as duas unidades neonatais da Santa Casa de Araçatuba registraram 313 internações de bebês prematuros.

Na região de Araçatuba, segundo o neonatologista intensivista pediátrico Anderson Azevedo Dutra, o alto índice de prematuridade está associado à dificuldade de acesso à atenção primária e de coordenação da atenção primária nos 40 municípios para os quais a Santa Casa de Araçatuba é referência em obstetrícia de alto risco.

Dutra é o responsável técnico pelo Serviço de Neonatologia Intensiva da Santa Casa de Araçatuba, que possui 17 leitos intensivos neonatais e três pediátricos e 12 leitos semi-intensivos neonatais.

“Possuímos uma estrutura robusta, além de profissionais altamente capacitados para cuidar dos bebês extremamente prematuros”, afirma o médico. A equipe é formada por médicos, enfermeiros, fonoaudiólogos e terapeutas.

A média de peso dos bebês que sobrevivem no complexo neonatal da Santa Casa de Araçatuba é entre 670 a 772 gramas. O tempo médico de internação é de 60 dias e os bebês recebem alta quando atingem os dois quilos. (Com informações da Assessoria de Imprensa da Santa Casa de Araçatuba)

VENCEU – José Otávio internado em 2018 e hoje, com 3 anos, ao lado do pai, Sérgio Morais

 

CELEBRAÇÃO – Shouta Benício ficou 55 dias internado e hoje, aos 6 meses, exala felicidade no colo da mãe, Ana Beatriz

 

Veja também

Chuva com vendaval e granizo causa transtornos

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA Chuva com rajadas de vento na tarde dessa segunda-feira (6), em …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *