13.5 C
Araçatuba
terça-feira, maio 17, 2022

Golpistas estão utilizando nome da Receita Federal; prazo para declaração do Imposto de Renda começa amanhã

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

A Receita Federal está alertando para golpes utilizando o nome do órgão que podem lesar financeiramente contribuintes da região. 

Chamado de golpe saque imediato da restituição do imposto de renda, a ação consiste no envio de e-mails falsos para os contribuintes. De alguma forma, golpistas conseguem o acesso aos valores que a vítima tem direito a receber e envia uma mensagem com um link.

Na mensagem diz que o link leva a uma página onde a vítima teria direito a receber valores de restituições passadas ou até mesmo conseguiria fazer a antecipação da restituição deste ano (ano este em que o prazo para a declaração ainda nem começou). 

Se a vítima clicar neste link, ela automaticamente instala no celular ou no computador um programa de espionagem conhecido como “cavalo de tróia”, capaz de roubar dados, senhas, e outras informações importantes constantes no aparelho ou na máquina.

A Receita Federal orienta os contribuintes para que não caiam neste tipo de golpe. Em nota, o órgão afirma que não entra em contato com contribuintes por e-mail, nem mesmo por mensagem ou ligação. Sempre que a vítima receber este tipo de mensagem, com certeza é uma mensagem falsa. Basta excluir o e-mail. 

O órgão federal mantém uma central de atendimento virtual através do endereço cav.receita.fazenda.gov.br, onde é possível tirar dúvidas a respeito do atendimento da receita e outras informações.

Declaração

Em toda a região da Delegacia da Receita Federal em Araçatuba, composta por 84 municípios, são esperadas cerca de 174 mil declarações do Imposto de Renda Pessoa Física 2022. Somente em Araçatuba, são aguardadas cerca de 40 mil declarações. As regras para o serviço foram divulgadas no último dia 24 de fevereiro.

A declaração é obrigatória para as pessoas que receberam rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 em 2021. Para atividade rural, a obrigatoriedade é para quem teve receita bruta superior a R$ 142.798,50 no ano passado. 

Também devem fazer a declaração: os contribuintes com rendimentos isentos, não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, de mais de R$ 40 mil; aqueles com patrimônio de mais de R$ 300 mil e os que tiveram ganho de capital na alienação de bens ou direitos ou fez operações na bolsa de valores, incluindo os dependentes.

Independente da renda, a declaração é obrigatória ainda para quem passou a residir no Brasil no ano passado e para quem vendeu imóveis residenciais e comprou outro até 180 dias depois da venda.

As declarações podem ser transmitidas para a Receita Federal a partir das 8h do dia 7 de março e o prazo termina às 23h59 do dia 29 de abril. O programa gerador da declaração, tanto para computador quanto aplicativo de celular, será liberado também a partir de 7 de março.

A Receita Federal também divulgou o cronograma das restituições do Imposto de Renda deste ano. Assim como ocorre desde 2019, serão cinco lotes.

Os pagamentos começam em 31 de maio, do primeiro lote, seguindo a ordem de prioridade estabelecida em lei, e vão até 30 de setembro, quando será pago o quinto lote. Os que enviarem a declaração primeiro, recebem a restituição também nos primeiros lotes.

Neste ano, o contribuinte pode informar sua chave Pix para recebimento da restituição. No entanto, essa chave precisa ser, necessariamente, o CPF do contribuinte. Número de celular, e-mail e chaves aleatórias não serão aceitas. As outras opções de crédito em contas correntes e poupanças seguem valendo. (Com informações da Receita Federal)

-X–X

Ultimas Noticias