23.6 C
Araçatuba
sábado, maio 21, 2022

Fim da escassez hídrica não deve ter grandes mudanças nas tarifas de energia na região

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

Começou a valer neste sábado (16) o fim da bandeira de escassez hídrica na tarifa de energia elétrica em todo o país. Essa bandeira resultava em uma taxa extra na conta de R$ 14,20 por cada 100 kWh consumidos. 

Essa medida que estava em vigor desde setembro do ano passado foi suspensa por causa da alta nos níveis dos reservatórios das usinas hidrelétricas do país. 

Na região de Araçatuba, porém, está valendo desde o último dia 8 o aumento aprovado pela ANEEL e proposta pela CPFL Paulista, de cerca de 15% nas contas de energia, o que fará com que o consumidor não sinta uma grande diferença no momento de pagar a conta.

O aumento valeu para todas as 234 cidades atendidas pela concessionária. De acordo com o reajuste tarifário anual proposto pela empresa e aprovado pela ANEEL, os consumidores de alta tensão terão um acréscimo de valor de 16,42%, enquanto os de baixa tensão terão aumento de 14,24%. Para os clientes residenciais, o aumento é de 13,93%.

A ANEEL está considerando os custos maiores da geração de energia, com sistema de transmissão e a distribuição da energia, gerenciada pela CPFL Paulista, assim como demais encargos.

No caso do fim da bandeira tarifária por parte do governo federal, uma nota do Ministério das Minas e Energia afirma que as atuais condições dos reservatórios são muito favoráveis. 

“Com o esforço dos órgãos do setor, o País conseguiu superar esse desafio, os reservatórios estão muito mais cheios que no ano passado e o risco de falta de energia foi totalmente afastado”, disse parte da nota. 

O diretor-geral do ONS, o Operador Nacional do Sistema Elétrico, Luiz Carlos Ciocchi, afirmou que a bandeira verde na tarifa de energia deve seguir até o final do ano, o que significa que as tarifas não devem sofrer novos acréscimos até o final de 2022.

 

 

Ultimas Noticias