Home Cidades Araçatuba Estado abre inscrições para professores mediadores de conflitos nas escolas da região

Estado abre inscrições para professores mediadores de conflitos nas escolas da região

6 minutos de leitura
[adrotate banner="10"]
Compartilhe esta notícia!

ARNON GOMES – ARAÇATUBA

A Diretoria Regional de Ensino de Araçatuba está com inscrições abertas para a atribuição de carga horária no Projeto Mediação Escolar. As oportunidades são para os interessados em exercer as funções de professor mediador escolar e comunitário. As vagas são para preencher credenciamento e reserva técnica, podendo os classificados ser encaminhados a qualquer unidade da diretoria quando houver vaga disponível. O órgão abrange escolas estaduais em Araçatuba, Santo Antônio do Aracanguá, Guararapes, Rubiácea, Valparaíso e Bento de Abreu.
De acordo com o edital de abertura, publicado no sábado passado, a classificação obedecerá a uma ordem de prioridade composta por quatro critérios: ser docente readaptado, desde que verificada a compatibilidade de seu rol de atribuições estabelecido pela Comissão de Assistência à Saúde; ser titular de cargo, cumprindo horas de permanência na composição da jornada de trabalho; ser docente ocupante de função-atividade, que esteja cumprindo carga mínima de 13 horas semanais; e seja classificado na unidade escolar com aulas regulares atribuídas, cuja jornada possa ser complementada.
Dentre as principais atribuições do professor mediador, estão a promoção da cultura de paz em situações de conflitos no ambiente escolar; articular-se com a equipe escolar na construção de ações preventivas às normas preventivas; colaborar com os conselhos das unidades de ensino na implementação de propostas pedagógicas; organizar assembleias para a resolução de problemas coletivos; desenvolver ações junto ao grêmio estudantil; esclarecer aos pais o papel da família no processo educativo; e estabelecer parceria com instituições culturais, sociais, de saúde, educativas e religiosas.
Conforme o edital, o professor mediador exercerá suas atribuições com carga horária correspondente à jornada integral de trabalho docente ou inicial de trabalho docente.
São documentos necessários para a inscrição: RG e CPF (originais e cópias); ficha de inscrição preenchida; comprovante de inscrição informatizada para o processo de atribuição de aulas; carta de motivação, explicando as razões pelas quais opta por exercer a função de professor mediador; certificado de participação em ações ou cursos que envolvam temas como mediação de conflitos, justiça restaurativa, bullying e articulação comunitária.
Na avaliação, serão considerados os seguintes critérios: tempo serviço no magistério estadual e de atuação como professor mediador escolar e comunitário; entrevista com questionamentos específicos da função.
SERVIÇO
O prazo para se inscrever teve início ontem, com término previsto para o próximo dia 5. Quem quiser participar deve ir à sede da diretoria, das 8h30 às 12 ou das 14h às 16h30. O endereço é Rua Antônio João, 130, Jd. Bandeirantes – Araçatuba/SP, Sala 4.

 

Programa atinge todo o Estado

Segundo a Secretaria de Estado da Educação, o Programa de Mediação de Conflitos tem a função de definir e capacitar educadores para prevenir desentendimentos em escolas estaduais, aproximando alunos, educadores, equipe gestora e família. Desde 2017, com a ampliação do trabalho, todas as mais de cinco mil escolas mantidas pelo Estado passaram a ter, ao menos, um educador nesse papel.
Levantamento realizado pelo Sistema de Proteção Escolar da Secretaria com 2.200 escolas de Ensino Fundamental e Médio mostra que, entre 2014 e 2016, 70% diminuíram os episódios de violências e incidentes. A lista inclui bullying, agressões e indisciplina.

 


Compartilhe esta notícia!
[adrotate banner="11"]