COM CUIDADOS - Alunos devem usar máscaras o tempo todo e manter distância de 1,5 metro nas atividades

Escolas adotam modelo preventivo de volta às aulas

Compartilhe esta notícia!

ARNON GOMES – ARAÇATUBA

A uma semana da volta às aulas na rede municipal e em grande parte das escolas particulares de Araçatuba, um forte esquema preventivo, com protocolos definidos, está preparado para garantir o retorno seguro. As instituições de ensino da cidade iniciarão o ano letivo no modelo híbrido, aquele no qual uma parte dos alunos assiste às aulas presencialmente e a outra, de forma remota. A garantia da retomada, embora planejada no começo de janeiro, foi sacramentada na última semana após decisão do TJ-SP (Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo).

Na sexta-feira, o tribunal acatou recurso do Governo de São Paulo contra liminar de um dia antes que suspendia os efeitos de decreto do governador João Dória (PSDB) responsável por permitir o reinício presencial.

Em seu despacho, o presidente da corte judiciária paulista, Gerado Francisco Pinheiro Franco, diz que o decreto estadual, de 17 de dezembro de 2020, “permitiu a retomada gradual das aulas presenciais e em harmonia com o Plano São Paulo, instituído para o combate à pandemia”. E prossegue, dizendo: “Essa retomada, nos termos do ato normativo estadual, deverá respeitar as fases do Plano São Paulo, é dizer, o número de alunos permitidos nas atividades presenciais será definido em consonância com cada uma das fases do plano.”.

PREPARO

A reportagem de O LIBERAL REGIONAL conversou com diferentes representantes de escolas da rede privada, que revelaram fortes medidas de cuidados com alunos, professores e funcionários.

Um dos exemplos é o Colégio Degrau. Dentre os caminhos adotados, estão a entrada dos alunos por diferentes portarias e intervalos escalonados para que um número menor de alunos circule em áreas comuns e usem todos os equipamentos. “Mais que isso, investiremos tempo em sala de aula com rodas de diálogo antes mesmo de passar qualquer conteúdo. Nossos professores, coordenadores estão capacitados para serem suportes emocionais aos nossos alunos”, explicou a coordenadora pedagógica Márcia Ribeiro.

A educadora avalia que, durante todo esse tempo, corpos docente e estudantil viveram experiências inimagináveis. “Por meio da escuta, entenderemos a realidade de cada um para melhor contribuir na solução de seus desafios. Certamente será um retorno baseado no amor, no conforto, no carinho e na segurança”, acredita ela. Márcia ressalta que, por causa do tempo excessivo de isolamento, o colégio buscou estratégias que envolvam escola e família.

No Anglo Araçatuba, todo o cronograma de volta às aulas foi adequado ao Plano São Paulo. Lá, o sistema híbrido será aplicado com rodízio semanal, em conformidade com todos os protocolos de órgãos oficiais. No colégio, as aulas começarão no dia 8 para primeira e segunda séries do ensino médio, enquanto no dia 17, a terceira.

ANTECIPADAS

Ainda em Araçatuba, algumas escolas da rede privada iniciaram as aulas em 2021 na última semana.

Foi o caso do Colégio Emanuel, que começou com as aulas presenciais na segunda-feira passada. Antes, alunos da educação infantil tiveram colônia de férias, também respeitando todos os protocolos sanitários. Foi uma forma de garantir a diversão e o desenvolvimento do lado emocional e social. Para as aulas, os alunos foram orientados a levar três máscaras diferentes por dia.

No Colégio Judá, além do retorno e da acolhida, professores, gestores e auxiliar de enfermagem conversaram com os alunos sobre as medidas sanitárias de proteção contra a Covid-19.

QUANTIDADE

Em Araçatuba, as instituições de ensino, públicas ou privadas, poderão receber até 50% dos alunos na volta às aulas. A definição foi acertada em reunião na Prefeitura, ocorrida neste mês, oportunidade na qual foram estabelecidos protocolos e regras para retorno presencial dos estudantes nas redes municipal, estadual e particular.

 

 

 

Município também adotará forma híbrida

 

Hoje, a rede municipal possui cerca de 16,7 mil alunos distribuída em 67 escolas. Conforme a Secretaria Municipal de Educação, na semana em que os alunos estiverem de forma remota, o município vai continuar oferecendo a plataforma virtual de atividades e as videoaulas postadas no youtube, bem como a impressão de exercícios para os alunos sem acesso à internet.

Nas escolas municipais, as aulas também voltarão em 8 de fevereiro. Nessa data, será feita a entrega dos uniformes e materiais escolares. Na mesma data, também voltarão às aulas nas escolas estaduais.

Ainda no município, o transporte público escolar volta a acontecer e com a redução do número de alunos presentes, sendo possível fazer o distanciamento seguindo os protocolos sanitários.

Da mesma forma, a merenda voltará a ser servida nos estabelecimentos educacionais. As crianças terão à disposição alimentação regular e balanceada na semana em que estiverem na escola.

 

 

 

Prejuízo a estudantes e dificuldades de acesso motivaram pressão por retorno

 

Pelo menos desde o final do ano passado, a pressão da comunidade escolar tem sido grande pelo retorno presencial das aulas, especialmente por causa dos prejuízos aos estudantes devido ao longo tempo longe das escolas.

Um estudo do Insights for Education, com dados de 191 países, concluiu que a abertura de instituições de ensino não tem relação com as taxas de infecção por Covid-19.

Comunicado do Unicef (Fundo Internacional das Nações Unidas para a Infância), publicado em sua página na internet, afirma que o fechamento das escolas “teve e ainda tem impactos profundos na vida de crianças e adolescentes”.

A dificuldade de acesso a plataformas digitais é outro agravante. Dados do próprio Unicef mostram que, antes da pandemia, 4,8 milhões de estudantes viviam em casas sem acesso à internet no Brasil, o que impactou a adesão às aulas on-line.

Outro dado é que, conforme a Pnad (Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílio), quatro milhões de estudantes do ensino fundamental estavam sem acesso a nenhuma atividade escolar, vivendo em famílias com renda domiciliar inferior a meio salário mínimo.

 

COM CUIDADOS – Alunos devem usar máscaras o tempo todo e manter distância de 1,5 metro nas atividades

 

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Em um ano, 700 denúncias de abandono e maus-tratos de animais

Compartilhe esta notícia!ARNON GOMES – ARAÇATUBA Em um ano, Araçatuba registrou 701 denúncias de descaso …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *