27.7 C
Araçatuba
terça-feira, agosto 16, 2022

Conclusão de UPA custará mais de R$ 800 mil aos cofres públicos

A conclusão da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Morada dos Nobres custará R$ 833.967,36 aos cofres públicos. A informação consta no aviso de licitação publicado nesta quinta-feira (21) pela Prefeitura no diário oficial do município. Do total, R$ 266.711,20 são provenientes do Programa de Requalificação de Unidades Básicas de Saúde, do Governo Federal. A contrapartida do município será no valor de R$ 567.256,16. A estimativa passada anteriormente pelo município era de que a conclusão das duas UPAs necessitaria de recursos da ordem de R$ 700 mil, valor que ficou abaixo do investimento demandado por apenas uma unidade.

Entretanto, é a UPA Umuarama que deve ser a primeira a ficar pronta, uma vez que as obras foram concluídas no início de 2014 e o prédio necessita apenas de pequenos reparos, como adequações elétricas, limpeza do piso e pintura. Conforme fontes da Prefeitura, assim que concluída a Secretaria de Saúde pretende transferir os serviços do Pronto Atendimento São João para o local, iniciando o processo de reorganização do setor de Urgência e Emergência do município. A UPA Umuarama começou a ser construída em julho de 2012 e o investimento anunciado na época foi de R$ 2,8 milhões, fora equipamentos e mobiliários, que estavam estimados em mais R$ 2 milhões.

Já a UPA Morada dos Nobres começou a ser construída em março de 2014 com investimento de R$ 2,8 milhões e ainda não foi concluída. Quando as obras terminarem, as duas unidades funcionarão como pronto socorro. Com os prédios do P.A. São João e do P.S. Santana desocupados, o município pretende fazer uma avaliação da estrutura para planejar obras, inviáveis de serem feitas com os locais funcionando.

NGA

Todos os prédios em questão são do município, mas nem todos os serviços de Saúde possuem local próprio. O aluguel mais caro que a Prefeitura paga é o do prédio do Núcleo de Gestão Assistencial (NGA), que custa para o município R$ 31 mil por mês, R$ 372 mil por ano. Fontes da Prefeitura informaram que com a reorganização do setor de Urgência e Emergência, os dois prédios – São João e Dona Ida ficarão desocupados. Há quem defenda a transferência do NGA para o local.

FERNANDO VERGA – Araçatuba

Ultimas Noticias