Comissário do Daea vai à Câmara na próxima segunda-feira falar sobre falta d’água na zona leste

Compartilhe esta notícia!

ARNON GOMES – ARAÇATUBA

Convocado pelos vereadores a prestar esclarecimentos sobre os recentes transtornos provocados na zona leste por causa de falta d’água, o comissário-geral do Daea (Departamento de Água e Esgoto de Araçatuba), Márcio Saito, comparecerá ao Legislativo na sessão da Câmara da próxima segunda-feira.
A convocação do representante da agência reguladora foi aprovada em plenário na sessão do dia 7 de outubro. Na ocasião, chegava a três dias a interrupção no fornecimento de água a pelo menos 16 bairros daquela região.
A proposta de chamar Saito partiu do vereador Arlindo Araújo (Cidadania). Uma das atribuições do Daea é fiscalizar os trabalhos da concessionária responsável pelo abastecimento de água no município.
Em entrevista ao jornal O LIBERAL REGIONAL, também publicada no dia 7, Saito disse que não está descartada a possibilidade de autuação da empresa, que pode variar de R$ 500 a R$ 1 milhão.
Segundo Saito, há uma cláusula contratual de que nenhuma interrupção de abastecimento pode exceder um dia. “Temos todos os comunicados (de que haveria a interrupção), mas é necessário apontar as reais causas. A norma é clara: o desabastecimento não pode durar mais de 24 horas”, disse o representante do Daea, na ocasião.
Ele ressaltou que, a princípio, a interrupção estava ligada apenas à continuidade das obras de setorização da rede de abastecimento. Porém, houve rompimento em vários pontos na adutora do Sistema Hilda Mandarino, que abastece aquela região da cidade. Ele ressaltou que, em março, após problema semelhante ter acontecido em bairros da zona sul, a Samar foi notificada a revisar seu plano de contingência.
No final da semana passada, a Samar respondeu a pedidos de esclarecimentos sobre o problema ao comissário. Ele deverá utilizar a manifestação da empresa em sua explanação.
Segundo a empresa, os problemas de desabastecimento ocorreram na zona leste no início deste mês em função do rompimento de adutoras. As falhas, diz a Samar, aconteceram durante as obras de interligação do novo sistema de abastecimento do Hilda Mandarino, que faz parte dos investimentos previstos no Plano Municipal de Saneamento.
Conforme a Samar, no último dia 3, foi executada a interligação de uma nova rede para abastecer o reservatório Hilda Mandarino, construído como parte das obras de setorização da distribuição de água, que vai dividir a cidade em 42 micro setores para melhor controle das operações e redução das perdas.
RITO
Por causa da convocação de Saito, a sessão da próxima semana terá rito diferente. Não haverá o chamado pequeno expediente nem a ordem do dia, momento da reunião em que são votados projetos. Ou seja, a maior parte da sessão será dedicada a questionamentos dos parlamentares ao comissário do Daea.

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Devido ao frio, secretaria vai vacinar pessoas com 29 anos ou mais no Ginásio “Cacilda Acre Rocha”

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – TRÊS LAGOAS Três Lagoas recebeu do Ministério da Saúde, por …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *