24.1 C
Araçatuba
quarta-feira, agosto 17, 2022

Com investimento e gestão de pessoas, Sosp está sendo recuperada

ANTONIO CRISPIM – ARAÇATUBA

Quando recebeu o convite do prefeito Dilador Borges e aceitou assumir a Secretaria de Obras e Serviços Públicos, o engenheiro Constantino Alexandre Vourlis recebeu, também, a missão de “pacificar a secretaria, restabelecer a sua importância e elevar a autoestima dos servidores”. “A situação era desesperadora”, admitiu Constantino ao falar quando chegou ao local. Máquinas e veículos parados, sob árvores ou em cavaletes e equipe completamente desmotivada. Hoje, passados dois anos, a situação é completamente diferente. “Tenho orgulho do meu trabalho”, diz Luiz Fabiano da Silva Ferreira, o Bill da zona leste, 43 anos de idade e 23 anos de Prefeitura. Hoje lidera equipe de manutenção de estradas com máquinas pesadas.
Constantino Vourlis conta que ao chegar à Sosp encontrou ambiente carregado e equipe desmotivada por muitas razões. Além disso, havia clima de animosidade interna, com diferentes grupos que não se relacionavam, o que acabava criando ambiente ainda mais pesado. “Afirmei que estava iniciando um novo ciclo e que iríamos atuar com méritrocracia, avaliando o comprometimento e desempenho dos servidores. Em pouco tempo começamos a ver mudanças no comportamento e o resultado foi positivo”, disse Constantino, citando que a orientação do prefeito Dilador Borges era valorizar o servidor.
Segundo o secretário, algumas ações iniciais fizeram com que os servidores notassem a diferença de gestão. Na sua avaliação, o fato de ver tantos equipamentos parados e serviços que poderiam fazer sendo terceirizados deixava os servidores desmotivados. Por isso, com assessoria de Dimas Bortolotti, com apenas R$ 52 mil foram recuperados 47 máquinas e veículos. Com pouco investimento recuperou máquina que estava parada, substituída por uma locada por R$ 35 mil por mês. Além da manutenção adequada, foram comprados novos equipamentos, como uma máquinas de esteira e uma motoniveladora. O município ganhou também um caminhão da Polícia Civil e um da Polícia Federal, que será transformado em munck para reduzir o custo de locação deste tipo de equipamento (R$ 1 mil por dia).
“Com estas medidas, colocando máquinas e veículos para funcionar, conseguimos economizar R$ 1,6 milhão em aluguel de máquinas em 2017 em comparação a 2016”, disse Constantino, que ao assumir, tinha 225 funcionários e hoje está com 185 servidores. Para ele, esta preocupação com o bem público, cuidando desde pequenas peças às máquinas grandes, fez com que o servidor também mudasse o pensamento, passando a zelar de seu equipamento de trabalho, de uma máquina ao caminhão.
O secretário disse que faz questão de acompanhar de perto a evolução do trabalho e se comunica com as muitas equipes por meio de aplicativo de mensagem instantânea. “Eles passam fotografias e videos do trabalho que estão realizando”, acrescentou o secretário, reconhecendo que o processo de desmobilização da Sosp, que vinha ocorrendo há vários anos, foi revertido. Hoje a secretaria voltou a ter a importância que tinha no passado, sendo a retaguarda para as demais pastas, como Educação, Saúde, Meio Ambiente e todos que precisam.
“Hoje, dentro da administração, desfrutamos de muito respeito dos colegas. Quando surge um problema, já têm a solução: #mandaprasosp”, disse Constantino, satisfeito pelo desempenho alcançado e pelos trabalhos que vêm sendo desenvolvido. “No entanto, nada disso teríamos alcançado se tivéssemos o apoio e a confiança do prefeito Dilador Borges e da vice-prefeita Edna Flor”, finalizou.
Servidores não escondem a alegria pelo trabalho realizado
Eduardo Pereira de Souza, o Du do Jussara, com 49 anos de idade e 29 anos de Prefeitura, hoje é líder de equipa de asfalto. Ele comanda o tapa-buracos e o reperfilamento. Por outro lado, Luiz Fabiano da Silva Ferreira, o Bill da Zona Leste, 43 anos e 23 de Prefeitura. Os dois são corintianos. Mas o relacionamento não era dos melhores no ambiente de trabalho. Hoje, engajados e estimulados têm orgulho do que fazem e estão satisfeitos. Outro detalhe importante. Hoje são parceiros dentro e até mesmo fora do ambiente de trabalho.
Segundo Eduardo de Souza, ele entrou na Prefeitura em 1990 como soldador. Porém, depois foi trabalhar com piche. Hoje lidera uma equipe de tapa-buracos. Mas faz asfalto e reperfilamento. Du do Jussara não esconde que o ambiente está muito melhor para trabalhar. E, diante dos serviços prestados, têm também a aprovação da população. “A maioria fica agradecida quando trabalhamos na via. Alguns cobram o recapeamento ao invés de tapa-buracos, mas sabem que o trabalho está sendo feito”, disse. Du do Jussara disse que há muito tempo não há novas contratações para a Sosp. “Esperamos que com o atual concurso sejam contratados trabalhadores para o asfalto”, afirmou o servidor, que revela muito orgulho pelo trabalho que vem realizando e destacou o apoio da administração.
Com 23 anos de Prefeitura, Luiz Fabiano da Silva Ferreira conta que entrou como serviços gerais. No entanto, foi conhecendo outros serviços e há alguns anos passou em concurso para operador de máquinas. Hoje ele lidera equipe que faz manutenção de estradas, faz galeria e outros serviços. “Tenho muito orgulho de meu trabalho e a atual administração tem dado condições para realizarmos o trabalho”, acrescentou, citando a sua equipe: Tadeu Marcolino, Manoel, Arturzinho e Carlos Alicate.

A5 sosp1.jpgAÇÃO – Equipes trabalham a instalação de galerias de água pluviais

A5 Luiz FabianoORGULHO – Luiz Fabiano da Silva Ferreira, o Bill da Zona Leste, 43 anos e 23 de Prefeitura

A5 Eduardo Pereira

LÍDER – Eduardo Pereira de Souza, o Du do Jussara, com 49 anos de idade e 29 anos de Prefeitura, hoje é líder de equipa de asfalto

Ultimas Noticias